Home CulturaCinema A vez dos ‘sem vez’

A vez dos ‘sem vez’

Produções menosprezadas pelo Oscar dominam o Spirit Awards, em Los Angeles
by Folhapress

Dois longas menosprezados pelo Oscar, “A Despedida”, de Lulu Wang, e “Joias Brutas”, de Josh e Benny Safdie, foram os grandes vencedores do Spirit Awards na noite de sábado (8), em Los Angeles. 

O prêmio americano é voltado para filmes independentes, isto é, realizados com menos de US$ 22,5 milhões (R$ 97,21 milhões). 

“A Despedida”, sobre as diferenças entre as culturas americana e chinesa, conquistou a estatueta mais importante, de melhor filme. 

Também ganhou o prêmio de atriz coadjuvante para a chinesa Zhao Shuzhen. 

Aos 85, a intérprete da avó da protagonista na trama desbancou nomes como Jennifer Lopez e Octavia Spencer numa categoria que, neste ano, foi marcada pela diversidade -nenhuma das indicadas era branca. 

MAIS PRODUÇÕES 

Já “Joias Brutas”, produção da Netflix sobre um joalheiro que sonha fazer fortuna em apostas esportivas, liderava a disputa ao lado de “O Farol”, de Robert Eggers. Os dois tinham sido indicados a cinco prêmios. 

O primeiro venceu três, de diretor, edição e ator para Adam Sandler num inusitado papel dramático. O segundo abocanhou dois, de fotografia e ator coadjuvante para Willem Dafoe. 

“O Farol” foi produzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira, da RT Features. Ele ainda tinha um outro título concorrendo na premiação -“A Vida Invisível”, de Karim Aïnouz, a melhor filme internacional. 

Perdeu para o sul-coreano “Parasita”, de Bong Joon-ho, um dos favoritos do Oscar a também ser contemplados pelo Spirit. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This