Home Cidades Após golpes, Detran bloqueia acesso a imagens de veículos

Após golpes, Detran bloqueia acesso a imagens de veículos

Depois de fraudes registradas na região e divulgadas pelo TodoDia, órgão suspende fotos de carros na web
by Claudete Campos

O alerta feito pela DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Americana sobre uso de imagens de vistorias de veículos para aplicar golpes levou o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) a bloquear o acesso dessas imagens para terceiros através do portal e do aplicativo de celular. Isso vale para todo o Estado.

Segundo a DIG, agora, no aplicativo do Detran.SP, não é mais possível acessar as fotos do laudo veicular, impossibilitando o golpe. A delegacia descobriu que as fotos capturadas pelas câmeras dos estabelecimentos que fazem vistorias para transferência, por exemplo, foram usadas por quadrilhas para pedir resgate de carros furtados ou roubados.

“O Detran.SP informa que a não disponibilização de imagens das vistorias feitas nos veículos no portal e aplicativo do Detran.SP visa proteger o proprietário de fraudes e golpes praticados por terceiros. As imagens, que continuam disponíveis apenas para o proprietário mediante login e senha, servem para identificar os veículos e garantir a confiabilidade das informações colhidas nas vistorias”, informou o órgão estadual.

O bloqueio das imagens foi solicitado por ofício ao Detran depois que a DIG investigou ocorrências de estelionato, em janeiro deste ano. Os golpes eram praticados após ocorrências de furtos e roubos de veículos. As vítimas alvo dos estelionatários anunciaram o furto e roubo pelas redes sociais. Os investigadores apuraram que os criminosos faziam contato com as vítimas e ofereciam a devolução do automóvel em troca de um “resgate”, que deveria ser depositado ou transferido por PIX em conta corrente (designada pelo estelionatário).

Para simular que estavam na posse do carro, enviavam fotos do veículo à vítima, que eram extraídas do laudo de vistoria veicular. Até então, o acesso a imagens era aberto dentro do aplicativo Detran.SP, podendo ser consultado qualquer carro. Após uma pequena edição na imagem, as fotos eram enviadas às vítimas. Em um caso específico, a vítima foi acompanhada pelos investigadores da DIG durante a negociação para pagamento do resgate do veículo.

DESCOBERTA

O golpe foi descoberto quando uma das imagens enviadas pelo criminoso não estava editada, revelando tratar-se de imagem coletada durante a vistoria veicular. As imagens utilizadas na aplicação do golpe estavam sendo captadas no aplicativo para celular do Detran.SP.

Os policiais atenderam três vítimas de Americana e Santa Bárbara d’Oeste em janeiro. Os prejuízos variaram entre R$ 5 mil e R$ 10 mil. Os estelionatários baseavam o valor do “falso resgate” no preço dos veículos das vítimas.

Segundo a delegacia, a divulgação feita pela imprensa na época das investigações, inclusive pelo TODODIA, ajudou a inibir os estelionatários. Na ocasião, a DIG de Americana comunicou o Detran sobre tal ocorrência. As investigações possibilitaram ao órgão estadual tirar do ar a parte do aplicativo que disponibilizava essas fotografias.

“Desde então, não tivemos notícia de outros golpes utilizando-se deste artifício, evitando que novas vítimas fossem lesadas com a prática criminosa”, informa a nota divulgada pela delegacia.

A DIG continua as investigações para tentar prender os estelionatários. “Por ser um golpe puramente digital, utilizando-se de WhatsApp e depósitos eletrônicos (até mesmo o pix), as investigações são difíceis e um pouco demoradas. Mas ainda não foram concluídas”, informou o porta-voz da DIG, Émerson Siqueira.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This