Home Cidades Após pressão, buffets vão reabrir

Após pressão, buffets vão reabrir

Prefeitura anuncia reabertura dos salões infantis, com restrições de capacidade e horário de funcionamento
by Pedro Heiderich

Após pressão de proprietários de buffets infantis, Americana anunciou ontem a retomada das atividades de festas infantis no município. O prefeito Omar Najar (MDB) assinou decreto que libera o segmento em Americana a partir de hoje, quando será publicado no Diário Oficial do Município.

Em nota, a prefeitura ressaltou que os estabelecimentos devem seguir as restrições de capacidade e horário de funcionamento, além de protocolos de segurança sanitária estabelecidos pelo Plano São Paulo para restaurantes, bares e afins.

Americana foi a única cidade da região que proibiu a reabertura de buffets infantis, permitida desde 9 de outubro, quando a região avançou à fase verde. Na ocasião, Omar liberou a reabertura de buffets e festas adultas, mas manteve na ocasião vedada a retomada de festas e eventos infantis.

Na nota informando o retorno ontem, o Executivo destacou que “as atividades de festas infantis estavam suspensas em função da pandemia da Covid-19 e estão sendo liberadas considerando o processo gradual e cientificamente orientado de retomada das atividades econômicas”.

No sábado (17), o TODODIA noticiou a pressão que donos de buffets infantis estavam fazendo pela retomada. “Nós estamos impedidos de trabalhar. Estamos todos falindo, a gente depende disso para sobreviver. Os clientes voltaram a fazer orçamento, mas não sabemos nem data de retomada”, desabafou Meire Nicolussi, dona de buffet no Parque das Nações.

Na ocasião, a Acia (Associação de Comércio e Indústria de Americana) declarou que via a possibilidade de retomada do setor, mas que seguia a Prefeitura de Americana, que não se pronunciou. Na segunda, a prefeitura informou que não havia previsão de reabertura.

Entretanto, os proprietários de buffet mantiveram a pressão pela reabertura. Após a publicação do “pedido de socorro” na edição de sábado (17) do TODODIA, o coro ganhou mais atenção e empresários do setor participaram de reunião na Câmara na terça, conta Meire.

“Liberados, graças a Deus. Agora é correr atrás do prejuízo. A gente procurou o poder público e depois de reunião conseguimos a reabertura”, comemora. A empresária sabe que já perdeu o Dia das Crianças, mas ao menos sabe que o setor pode voltar a trabalhar após sete meses parados.

“Já começou a procura, estou com esperança de que seja alta agora para o fim de ano. As festas serão menores, só família, mas já é uma conquista. Até lancei um pacote VIP especial para a retomada. Se Deus quiser aos poucos os clientes vão aparecendo”, torce Meire.

Wagner Armbruster, presidente da Acia, também celebrou a retomada. “A Acia apoia todas as medidas tomadas pela prefeitura, salvaguardando os cuidados com a saúde e também pensando na vida financeira dos empresários do setor de eventos”, disse.

Ele admitiu que o setor sofreu muito com as portas fechadas. “Sabemos que o setor de eventos foi um dos mais penalizados. Acreditamos que com as orientações e protocolos de saúde sendo implantados poderemos devolver condições dignas de retorno ao setor”, diz.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This