Home Cultura Apple TV é lançada, mas com pouco conteúdo

Apple TV é lançada, mas com pouco conteúdo

Serviço de streaming da empresa inaugura com muitos astros em seu elenco, mas baixa variedade
by Folhapress

A gigante de tecnologia Apple, avaliada em valor de mercado acima de US$ 1 trilhão (cerca de R$ 4 trilhões), inaugura seu Apple TV, serviço pago de conteúdo audiovisual que deseja rivalizar com a pioneira Netflix. 

Com uma mensalidade de R$ 9,90 no Brasil, o Apple TV chega a mais de cem países com um conteúdo mais enxuto que seus concorrentes diretos e diz apostar na qualidade das suas séries. O serviço não tem o apoio de um catálogo pré-existente nem a parceria de um estúdio de cinema ou televisão. 

A empresa, portanto, investiu cerca de US$ 6 bilhões (cerca de R$ 24 bilhões) para começar totalmente do zero -com injeção de mais de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 4 bilhões) anual para a criação e manutenção do conteúdo original. 

“Dois anos atrás, quando vendemos nossa série para a companhia, o escritório do Apple TV era dentro do prédio da Beats [empresa de Los Angeles comprada pela Apple em 2014] e só havia umas cinco ou seis pessoas trabalhando lá dentro. Era muito pequeno. Agora, virou uma emissora completa. É inacreditável”, lembra o diretor e produtor Francis Lawrence, responsável pela série de fantasia “See”, parte da primeira onda de lançamentos. 

O Apple TV abre com apenas 9 atrações originais. O carro-chefe é “The Morning Show”, série dramática sobre um programa matinal de TV sacudido por denúncias de assédio sexual. Ela é protagonizada por Jennifer Aniston, Reese Witherspoon e Steve Carell. A programação ainda tem Hailee Steinfeld (“Dickinson”), Joel Kinnaman (“For All Mankind”) e Oprah Winfrey (“Oprah’s Book Club”). 

Nos próximos meses, o serviço terá séries de M. Night Shyamalan, J.J. Abrams e Steven Spielberg, mas sem a volúpia dos concorrentes. “Estamos focando apenas em conteúdo original de alta qualidade. Nosso foco não é catálogo. Acreditamos que as outras emissoras, com tanto volume de produção, possuem um foco mais espalhado, portanto podemos transformar nossos lançamentos em eventos”, afirmou ao Los Angeles Times Jamie Erlicht, chefe de programação do Apple TV ao lado de Zack Van Amburg. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This