Home Cidades Basílica volta a ter reitor no dia 22

Basílica volta a ter reitor no dia 22

Atual administrador paroquial, padre Valdinei assumirá o cargo, que está vago desde a saída do padre Leandro
by Claudete Campos

Interino desde novembro do ano passado, o padre Valdinei Antonio da Silva, 48, assumirá como reitor da Basílica Santuário Santo Antônio de Pádua de Americana no próximo dia 22 de agosto.

O cargo estava vago desde janeiro do ano passado, após afastamento do padre Pedro Leandro Ricardo.

A missa de posse oficial virtual será realizada às 10h do dia 22 e será presidida pelo bispo da Diocese de Limeira, Dom José Roberto Fortes Palau, quando será assinado o termo de posse.

Em nota, a assessoria de imprensa da Basílica informou que a missa será sem a presença de fiéis, devido às medidas restritivas em função da pandemia de coronavírus, que impede aglomerações, para evitar a transmissão da Covid-19.

A missa será transmitida ao vivo pelo Facebook da Basílica (www.facebook.com/basilicasantoantonio/).

Padre Valdinei está na Basílica de Santo Antônio desde novembro de 2019 com a função de administrador paroquial, uma espécie de “pároco interino”.

O agora nomeado titular da paróquia integra a Diocese de Limeira desde 2005, ano em que foi ordenado sacerdote. Já atuou em paróquias da região. Antes de assumir interinamente a Basílica de Americana, era pároco da Paróquia de Santo Antônio na cidade de Cordeirópolis.

Antes do padre Valdinei, passaram pela Basílica, também na função de administrador paroquial, os padres Edmilson José da Silva e Alex Sander Turek Machado.

Padre Valdinei assumirá então a vaga deixada pelo padre Pedro Leandro Ricardo, que foi afastado em 29 de janeiro do ano passado por causa de denúncias de abuso sexual.

Uma denúncia contra padre Leandro também foi encaminhada por fieis da Basílica de Santo Antônio para o Vaticano. Não há conclusão sobre as investigações e nem previsão, segundo a Diocese de Limeira.

Na mesma época do afastamento do padre Leandro ocorreu a renúncia do bispo Diocesano de Limeira, dom Vilson Dias de Oliveira, acusado de extorsão para enriquecimento ilícito e de acobertar os crimes sexuais do padre Leandro. Dom Vilson renunciou em maio do ano passado.

Denúncias de crimes de abuso sexual e pedofilia praticados por padres e religiosos da Igreja Católica levaram o papa Francisco a determinar a abertura de uma comissão única por padres e leigos da Cúria Metropolitana de Campinas e pelas dioceses de Limeira e Amparo.

A comissão investiga, junta provas e ouve vítimas e acusados sobre as denúncias na região.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This