PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Governo não sabe como evitar novas tragédias

Número de mortos subiu para 110 ontem e 238 desaparecidos

O vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant (Novo), disse nesta quinta-feira (31) que ainda não tem clareza de medidas necessárias para evitar tragédias como a de Brumadinho há uma semana.

PUBLICIDADE

“Nós vamos aprender com esse episódio, com certeza”, afirmou. Questionado sobre que medidas preventivas são necessárias, Brant disse que estão “estudando, avaliando”. “Não temos clareza absoluta.”

Após reunião com o vice-presidente Hamilton Mourão, o mineiro observou que seu estado tem 50 barragens erguidas com o mesmo método da de Brumadinho, que é menos seguro.

PUBLICIDADE

“Todas elas serão fiscalizadas junto com o governo federal, que é quem tem a competência”, afirmou. Indagado sobre o prazo, considerando o pequeno número de funcionários disponíveis para o serviço, Brant minimizou a urgência. “Vamos tentar agilizar isso”, declarou.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This