PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Cheque pago era dívida com Bolsonaro

Informação é do próprio presidente eleito; ex-assessor de seu filho transferiu R$ 24 mil para a futura primeira-dama

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse ontem que os R$ 24 mil pagos em cheque pelo ex-assessor de seu filho à futura primeira-dama Michelle se referem ao pagamento de uma dívida.

PUBLICIDADE

“Emprestei dinheiro para ele em outras oportunidades. Nessa última agora, ele estava com um problema financeiro e uma dívida que ele tinha comigo se acumulou. Não foram R$ 24 mil, foram R$ 40 mil. Se o Coaf quiser retroagir um pouquinho mais, vai chegar nos R$ 40 mil”, disse Bolsonaro ao site O Antagonista.

O presidente eleito disse que Fabrício José Carlos de Queiroz é seu amigo e que os dois se conheceram em 1984, quando estavam no Exército.

PUBLICIDADE

Ele afirmou ao site que se surpreendeu com a citação de Queiroz em um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) por movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão. Bolsonaro disse que cortou contato com o amigo até que ele se explique aos investigadores.

Segundo Bolsonaro, os recursos foram para a conta de Michelle porque ele não tem “tempo de sair”. “Essa é a história, nada além disso. Não quero esconder nada, não é nossa intenção.”

PUBLICIDADE

Ex-chefe de Queiroz, o deputado estadual e senador eleito pelo Rio Flávio Bolsonaro (PSL) afirmou que mantém a confiança no ex-motorista e que foi cobrar explicações dele.

“Hoje o Fabrício Queiroz conversou comigo. Ele me relatou uma história bastante plausível e me garantiu que não teria nenhuma ilegalidade nas suas movimentações”, disse o deputado ontem, na casa da família no Rio. “Assim que ele for chamado ao Ministério Público, vai dar os devidos esclarecimentos”.

Flávio disse que não poderia dar detalhes da explicação dada pelo ex-assessor, que, segundo ele, o acompanhou por mais de dez anos. “Até que provem o contrário, eu confio nele”, disse. “Quem tem que ser convencido não sou eu, mas o Ministério Público.”

“Todos já sabíamos que ao entrar nessa, incomodando tanta gente, certamente nós viraríamos alvo. E é assim que tem que ser”, afirmou.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This