Home EspeciaisEmpregos Confira todas as opções para sacar seu FGTS na pandemia

Confira todas as opções para sacar seu FGTS na pandemia

Trabalhador com saldo na conta do Fundo de Garantia pode resgatar parte ou até todo valor sem sair de casa
by Folhapress

A MP (Medida Provisória_ assinada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que autoriza o saque de R$ 1.045 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), perdeu a validade antes de virar lei, mas a Caixa Econômica Federal garante que o resgate da grana continua liberado para os trabalhadores com saldo na conta. 

Criado para proteger o trabalhador com carteira assinada demitido sem justa causa, o FGTS deve ser obrigatoriamente depositado mensalmente pelo patrão em uma conta em nome do funcionário e, basicamente, só podia ser resgatado para a compra da casa própria, em caso de doença grave e ao se aposentar, dentre outras situações. 

Mas, no ano passado, o governo liberou o trabalhador a sacar até R$ 998 do fundo e a fazer saques anuais de parte do valor total no mês do seu aniversário. 

O objetivo era aquecer a economia. Ao todo, foram distribuídos cerca de R$ 40 bilhões. 

Neste ano, com a pandemia da Covid-19, o governo autorizou um novo saque de contas ativas (emprego atual) e inativas (trabalhos anteriores). 

O FGTS emergencial, de R$ 1.045, é liberado de acordo com mês de nascimento do trabalhador e pode ser sacado até a data limite de 31 de dezembro de 2020. 

Quem preferir sacar parte do saldo todos os anos pode aderir ao saque-aniversário. 

O percentual liberado vai depender do valor total do FGTS do trabalhador. Quanto mais dinheiro no fundo, menor o resgate. 

Trabalhadores que estão há, pelo menos, três anos sem um emprego com carteira assinada e, consequentemente, sem novos depósitos na conta do FGTS, podem sacar o valor total. 

É preciso ir a uma agência da Caixa ou acessar o aplicativo oficial do FGTS e apresentar os documentos. 

Confira mais informações sobre o saque pelo site http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts. 

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

(Arte | Folhapress)

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This