Home Cidades Covid: índices estabilizam, mas internações chamam atenção

Covid: índices estabilizam, mas internações chamam atenção

Região de Campinas começa a apresentar estabilidade e redução dos índices da pandemia, com exceção das novas internações
by Leon Botão

Quase dois meses após o retorno de todo o estado para a Fase Vermelha do Plano São Paulo de contenção ao novo coronavírus – e após a ida de todas as regiões para a Fase Emergencial, a mais grave da pandemia até aqui -, a região de Campinas começa a apresentar estabilidade e redução dos índices da pandemia, com exceção das novas internações, que há uma semana estão em movimento de aumento na média móvel.

Conforme informações da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), nesta segunda-feira (3) o DRS (Departamento Regional de Saúde) de Campinas, que abrange 42 municípios, apresentava taxa de 73,5% de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), número beirou os 95% no pico da segunda onda da pandemia, em março.

Esse índice, aliado à taxa de 16,6 novos óbitos por Covid-19 para cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, pode aproximar a região de um avanço para a Fase Laranja do Plano SP, menos restritiva, saindo da Fase de Transição atual.

A média móvel de mortes por dia na região tem caído desde a última quarta (28).

INTERNAÇÕES

O que pode frear uma decisão do Centro de Contingência do Coronavírus em SP, no entanto, são as novas internações. Elas tiveram pico diário na casa das 340 novas entradas de pacientes em hospitais no auge da pandemia, mas começaram a cair a partir de 2 de abril.

O movimento de queda perdurou até a segunda-feira passada (26), quando a média móvel se estabilizou e começou a subir novamente na sexta-feira (30).

Atualmente, o índice é semelhante ao registrado no início de março, poucas semanas antes do pico da segunda onda.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This