Home Opinião Crise no ensino a distância

Crise no ensino a distância

by tododia

Por onde começamos a discutir o estado atual da educação? As escolas rapidamente adotaram o ensino remoto por causa da pandemia do Covid-19, mas a qualidade dessa educação é questionável. Os alunos se sentem sobrecarregados e esgotados. Os educadores estão se dedicando ainda mais ao trabalho, tentando encontrar maneiras de tornar as aulas mais interativas para alcançar os resultados desejados. Os pais tiveram que se adaptar em casa com pouco ou nenhum tempo para se preparar, alguns alunos até pularam o ano letivo por completo. Mesmo para faculdades e universidades, que há muito oferecem algum tipo de experiência de aprendizado online, tem sido difícil lidar com a mudança abrupta e completa para o ensino virtual.

Aqui estão quatro coisas que precisam acontecer em 2021 (e além) para resolver a crise que estamos vendo atualmente na educação:

Dar mais autonomia aos professores para digitalizar e personalizar as aulas. O aprendizado remoto não é simplesmente habilitar uma sala de aula remotamente. Os professores devem abordar a diferenciação – adaptando o ensino para atender às necessidades individuais dos alunos – e ao mesmo tempo garantir que as aulas sejam bem preparadas. Com o aprendizado ocorrendo em qualquer lugar, os professores agora devem pensar nas crianças que estão cercadas pelo caos em casa. Aquelas que estão cuidando de irmãos enquanto tentam aprender ao mesmo tempo, algumas que podem encontrar erros repentinos na internet e outras que não têm nenhum material escolar (a pandemia expôs ainda mais a desigualdade).

Simplificar as comunicações com um aplicativo UCaaS all-in-one. Os professores não precisam apenas de uma solução que lhes permita trabalhar de seu jeito, mas também consolide as comunicações para facilitar o trabalho. Eles devem ser capazes de ligar, conversar e iniciar ou participar de videoconferências de qualquer dispositivo – desktop, tablet, telefone celular – com acesso a todos os arquivos, como aulas em PowerPoint, gravações de aulas e tarefas em um lugar seguro com fácil acesso, conforme necessário.

Repriorizar os professores como humanos. A pandemia introduziu novos fatores de estresse, demandas e preocupações com a saúde mental no cotidiano de professores já sobrecarregados (a hashtag #teachersarehumans, aliás, estava circulando bem antes dela). Essa é uma questão complicada que justifica sua conversa, mas deve ser observada enquanto olhamos para um futuro de melhores experiências educacionais. Durante a Covid-19, os educadores têm a tarefa quase impossível de cuidar do filho de outra pessoa – na verdade, centenas ao longo de cada dia – enquanto também cuidam das próprias famílias em casa.

Introduzir novos níveis de Inteligência Artificial (IA) para tornar o aprendizado online mais fácil e envolvente. Há aplicações de IA fáceis e de baixo risco que as escolas podem adotar para melhorar a experiência de aprendizagem online. Existem soluções de comunicação habilitadas por IA que podem detectar a fala de maneira inteligente e separá-la de todos os ruídos de fundo para que os usuários a ouçam integralmente. Nenhuma tecnologia substituirá a experiência humana, mas ainda assim podemos criar experiências de aprendizagem online que importam.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This