Home Cidades DAE projeta o fim de hidrômetros vencidos até o final do ano

DAE projeta o fim de hidrômetros vencidos até o final do ano

Equipamentos com mais de cinco anos de uso perdem precisão e provocam perdas financeiras à autarquia
by Leon Botão

Uma das exigências do Ministério Público na ação judicial movida no final do ano passado com objetivo de sanar os problemas de abastecimento de água em Americana, a troca de hidrômetros residenciais tem caminhado nos últimos anos no município e a previsão é que até o final do ano a cidade não tenha mais equipamentos com o prazo de validade vencido. Para isso, a meta é efetuar a troca de cerca de 5 mil hidrômetros até o final do ano.

Na ação do ano passado, que teve os pedidos de liminar negados e segue tramitando na Justiça, o promotor Ivan Carneiro Castanheiro apontou uma série de problemas no abastecimento de água de Americana e solicitou que a Justiça determinasse uma série de ações a serem tomadas pela prefeitura e pelo DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana.

Mesmo sem a ordem judicial, parte dos pedidos vem sendo atendida naturalmente e um deles é a troca de hidrômetros, que ocorre desde 2016.

A promotoria aponta no processo que os equipamentos têm cinco anos de validade, conforme o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) e precisam ser trocados após esse período de uso.

O promotor escreve que os hidrômetros “perdem a precisão devido ao desgaste do rolamento do equipamento, comprometendo a leitura” e que, por isso “o volume medido passa a ser inferior ao real, ocasionando prejuízo financeiro para o sistema de abastecimento”.

Em resposta aos pedidos do promotor na Justiça, o DAE elaborou um relatório em que apresenta a evolução das trocas de hidrômetros nos anos recentes.

No processo, com dados antigos, o promotor apontava que a cidade tinha 73.625 hidrômetros instalados e que 66,8% deles estavam sem aferição há mais de cinco anos e deveriam ser substituídos. No delatório do DAE, entretanto, os técnicos da autarquia atualizam a informação: são 83.713 hidrômetros instalados, com média de idade de 2,4 anos.

Mesmo assim, existe uma parcela que precisa ser trocada ainda esse ano para que todos estejam dentro do prazo de cinco anos. De acordo com o relatório, são 2.100 hidrômetros com seis anos ou mais e 2.756 com cinco anos de uso.

No relatório, o DAE afirma que o departamento tem realizado a troca constante de hidrômetros

a fim de atender a portaria do Inmetro que estabelece prazo máximo de cinco anos para a verificação dos hidrômetros em uso e cita que entrará em vigor em junho de 2021 uma nova portaria esticando esse prazo para sete anos.

Em nota ao TODODIA, o DAE informou que os 4.856 hidrômetros cujo prazo de 5 anos expiram em 2021 serão trocados pelo DAE.

“O proprietário é informado apenas quando não há acesso à caixa padrão. Quando há uma reclamação do hidrômetro, é feita uma análise e, se houver problema, o DAE faz a troca, caso contrário, o morador paga a visita. Essa troca é sem custo para o cliente”, informou a autarquia.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This