PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Fugitivos de Porto Feliz sequestram ônibus e são presos em Valinhos

Detentos tinham escapado na fuga em massa do CPP, nesta segunda-feira (16); oito criminosos desembarcaram do veículo em Americana

Onze presos que fugiram da unidade prisional de Porto Feliz roubaram um micro-ônibus de trabalhadores rurais, em Rafard, e fizeram quatro pessoas como reféns. Depois, fizeram um verdadeiro tour pela região  – ao percorrerem quase 75 quilômetros – deixando presos nas cidades. Oito desses detentos desceram em Americana, onde residem.

PUBLICIDADE

Contudo, a Guarda Municipal de Campinas prendeu dois desses detentos em Valinhos, após perseguição. Um terceiro preso deixado em Campinas não foi localizado.

O comandante da Guarda municipal de Campinas, Márcio Frizarin, informou que o roubo do veículo ocorreu por volta de 5h30 de ontem. Com armas de fogo e facas, 11 fugitivos andaram nove quilômetros a pé até chegar ao local onde estava o micro-ônibus.

PUBLICIDADE

Então, renderam dois funcionários da empresa de ônibus e dois de uma empresa de agronegócio, na área rural de Rafard. Ainda roubaram os celulares dos trabalhadores. Em seguida, seguiram para Santa Bárbara d´Oeste, Americana, Campinas e Jundiaí.

Eles deixaram oito presos em Americana e continuaram o trajeto. Ainda obrigaram um refém a pagar o pedágio no quilômetro 120 da Rodovia Anhanguera, em Nova Odessa, para não despertar suspeita. Ainda fizeram mais uma parada em Campinas, no Taquaral, para deixar mais um fugitivo.

Nesse trajeto, a Guarda Municipal de Indaiatuba – avisada do roubo – acionou o rastreamento do ônibus em tempo real. A Guarda de Campinas já monitorava o veículo, tentou fazer uma primeira abordagem, em Campinas, sem sucesso, mas depois conseguiu prender dois fugitivos em Valinhos, cidade onde foi registrado o boletim de ocorrência por roubo e sequestro. Na abordagem, os reféns estavam no interior e os dois fugitivos escondidos atrás dos bancos.

Segundo o comandante da corporação, um dos detidos, de 21 anos, reside em Guarulhos e tem passagens por roubo e porte ilegal de arma e o de 35 anos, de Francisco Morato, tem quatro passagens por roubo. Os dois foram recolhidos na Cadeia Anexa ao 2º Distrito Policial em Campinas. Uma pistola de vacinar gado e uma faca foram apreendidas.

A suspeita do comandante da Guarda é que a ação foi planejada. Acredita que a cartucheira calibre 16 apreendida com os fugitivos tenha sido enterrada, porque estava suja de terra e o cano estava com barro. “Como tiveram acesso a diversas armas de fogo logo após fuga da penitenciária?”, questionou Frizarin.

Acredita em premeditação porque o ônibus de trabalhadores rurais estava no local em horário posterior a rebelião.  “A gente viu diversas situações, mas esta foi a primeira vez que me deparei com algo assim”, admirou-se o comandante, por causa da ousadia dos fugitivos.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This