Home Cidades Doria inaugura o novo trevo de acesso a Hortolândia pela SP-101

Doria inaugura o novo trevo de acesso a Hortolândia pela SP-101

A obra interliga a rodovia ao Corredor Metropolitano Bileo Soares
by Rogério Verzignasse

O governador João Doria (PSDB) inaugurou, na manhã desta terça-feira (29), o novo trevo de acesso a Hortolândia pela SP-101. A obra interliga a rodovia ao Corredor Metropolitano Bileo Soares. Agora, o motorista que chega de Campinas transita pelos bairros Parque Peron, Novo Ângulo e Nova América até chegar à Ponte Esperança (Estaiada), construída para integrar as regiões da cidade. 

Além de favorecer a agilidade dos deslocamentos viários urbanos, o novo dispositivo é essencial para desafogar o tráfego na própria rodovia. Localizado a apenas cinco quilômetros do trevo da Bosch – na conexão com a Anhanguera – o trecho permanecia congestionado diariamente, principalmente nos horários de pico. 

A Rodovias do Tietê – que desde 2009 tem a concessão para a administração privada da SP-101 – investiu no novo trevo R$ 8,4 milhões. As obras duraram quase dois anos e mobilizaram 180 operários. Os serviços foram mantidos mesmo durante os meses críticos da pandemia. Os operários se alteraram em turnos de trabalho em um canteiro de obras todo adequado aos protocolos de segurança. 

A prefeitura promoveu uma série de intervenções estruturais ao longo do trajeto do corredor urbano, que transformaram radicalmente a paisagem urbana. O governo municipal recorreu a recursos do Estado, da União, parcerias privadas e financiamentos externos. A Estaiada, aliás, foi inaugurada pelo próprio Doria há um ano, no lançamento do projeto que previa as obras do novo acesso. 

A EMTU, empresa do governo paulista responsável pelo transporte metropolitano, investiu cerca de R$ 58 milhões em intervenções viárias em todo o trecho do corredor que atravessa a cidade. 

Além do novo acesso, os recursos financiaram a instalação de cinco estações de embarque e desembarque e de um centro de controle operacional, além da remodelação das vias, com faixas adicionais e nova sinalização de solo. 

INTEGRAÇÃO 

No pós-pandemia – ou pelo menos na fase em que já se superou a sua fase mais crítica – o governador anunciou ainda a retomada, gradativa, da integração ente as linhas urbanas e metropolitanas que operam nas cidades da região. 

“O corredor metropolitano é essencial para o deslocamento entre as cidades, e está cada vez mais próximo da operação plena, com a entregadas de obras em todo o trajeto”, disse Doria. “E o transporte ágil é essencial para o desenvolvimento de toda a região”. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This