Home Destaque Em apresentação oficial na Ponte Preta, Jorginho promete nova era

Em apresentação oficial na Ponte Preta, Jorginho promete nova era

O novo técnico disse que além de buscar a classificação na Copa do Brasil contra o Aparecidense, tem o desejo de fazer o time lutar por objetivos maiores
by Elias Aredes

Na apresentação realizada na manhã desta segunda feira no estádio Moisés Lucarelli, o técnico Jorginho, ao lado do auxiliar Luiz Iubel, e do preparador físico Joelton Urtiga, com quem trabalha desde 2005, demonstrou que além de buscar a classificação na Copa do Brasil contra o Aparecidense, amanhã, às 19h15, na casa do adversário, tem o desejo de fazer o time lutar por objetivos maiores.

“Não sou especial, mas tenho certeza que eu vim para ficar. Vim para ficar um bom tempo. Aconteceu na minha vida de quebrar alguns recordes, e como tem sido constante a troca de treinadores, vim aqui para que isso não aconteça tão cedo”, disse o treinador.

Na sua visão, as passagens por Bahia, Ceará e Vasco da Gama e outras experiências no futebol lhe fazem acreditar que desembarca em Campinas muito mais tarimbado.

“Passaram-se cinco anos e com certeza estou mais experiente, mais rodado, mais maduro em muitas decisões, com muito mais motivação em relação a uma conquista. Sei que não é fácil, a gente conseguiu se recuperar no Campeonato Paulista e tem todas as chances de classificar. Estamos dando início à Copa do Brasil e também tem a Série B, que é uma realidade”, arrematou o técnico.

Sobre a campanha de 2013 na Sul-Americana, Jorginho explicou que o presidente de honra Sérgio Carnielli queria um time reserva para atuar contra o Veléz Sarsfield pelas quartas de final, mas o seu pedido foi negado porque Jorginho entendeu que a torcida da Ponte Preta merecia um titulo.

Mesmo assim, ele afirma que não há mágoa com o dirigente.

“Gostaria de deixar muito claro meu respeito ao presidente de honra Sérgio Carnielli. Nunca tive nenhum tipo de problema com ele. Em relação àquela situação, não tem muito o que ficar falando, porque todas as atitudes tomadas foram em conjunto, não sozinho, em reunião com ele e o Márcio, que era nosso presidente naquela oportunidade. Não me envolvo com política. Em época de eleição acontece isso, como foi no Vasco. Meu foco é o campo, não posso estar preocupado com isso”, arrematou o técnico.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This