PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Gosto amargo: empate frio e sem gols

Com altos e baixos durante os 90 minutos, a Ponte Preta não saiu do 0 a 0 com a Ferroviária, em Araraquara

Com altos e baixos durante os 90 minutos, a Ponte Preta não saiu de um empate por 0 a 0 com a Ferroviária, em jogo realizado ontem (23) à tarde, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara.

PUBLICIDADE

Com dois pontos somados no grupo A, a Macaca tentará a primeira vitória e o seu gol inaugural no Paulistão no confronto contra o Corinthians, sábado, às 19h, na Arena Itaquera.

Se fossem dois boxeadores, Ponte Preta e Ferroviária não poderiam reclamar da falta de oportunidades para nocautear o oponente.

PUBLICIDADE

Seja com Gerson Magrão, que tocou por cima do gol logo ao primeiro minuto ou com Felipe Matheus, autor de chute perigoso aos 17min.

Aos poucos, a Macaca perdeu a concentração defensiva e abriu brechas aos avanços ofensivos da Ferrinha, mas sentia o gosto do gol passar perto da boca, como aos 26min, quando Gerson Magrão de novo encheu o pé e explodiu a trave do goleiro Tadeu.

PUBLICIDADE

O troco foi quase imediato: aos 32min, o lateral direito Diogo Mateus ergueu na cabeça de Rayan, que desviou e forçou defesa difícil de Ivan.

No minuto seguinte, Diogo Matheus levantou e Lucio Flávio tocou para a trave. A principal chance da etapa inicial surgiu aos 34min, em contra-ataque puxado por Matheus Vargas, que acionou Hugo Cabral, que mesmo dentro da área e sem marcação, desperdiçou.

O segundo tempo exibiu uma equipe pontepretana com queda de rendimento físico, o que abriu espaço para a Ferroviária dominar as ações e continuar a criar oportunidades.

Aos 15min, Maurinho arrancou com a bola e encheu o pé. A bola passou perto da trave do goleiro Ivan. Seis minutos depois, a cobrança de falta de Diogo Matheus explodiu na trave. Nos minutos finais, a Macaca sofreu uma pressão que só foi contida graças a atuação dos zagueiros e do goleiro Ivan.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This