PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Nova Odessa: nos pênaltis, Matsubara vence e conquista 11º título

Time do Jardim Eneides bateu o Real por 4 a 1 nas penalidades máximas e é o maior vencedor do torneio

Em final emocionante, o Matsubara, do Jardim Eneides, derrotou o Real, do Alvorada, no último sábado (9), e conquistou o 11º título de sua história na 1ª divisão do Campeonato Amador de Futebol de Nova Odessa – é o maior vencedor da competição. A partida realizada no estádio municipal Natal Gazzetta, o campo do Progresso, terminou empatada por 2 a 2 e os “laranjas”, com cem por cento de aproveitamento nas batidas, venceram nos pênaltis por 4 a 1. 

PUBLICIDADE

O Real fez um primeiro tempo superior, criando boas oportunidades até abrir o placar aos 22 min, através de Raul, que aproveitou lindo passe de Biro para tocar na saída de Schumacher. Na etapa complementar, o mesmo camisa 8 ampliou o marcador logo aos 4, tocando por cobertura após receber lançamento de Jean Monga. Após o segundo gol, parte da torcida alvinegra presente no Progresso passou a gritar ‘é campeão’. 

Mas ainda havia tempo para a reação do Matsubara, E ela começou a ser construída aos 30 min, com o capitão Everton em cobrança de pênalti. Quando tudo parecia caminhando para o quinto título do Real no Amador de Nova Odessa, Raul, praticamente em seu primeiro toque na bola, já nos acréscimos, aos 41, deixou tudo igual, levando a decisão para as penalidades máximas. 

PUBLICIDADE

Nas cobranças, coube a Everton, um dos integrantes da família Viana, fundadora do clube, assim como Raul, herói do gol de empate no apagar das luzes, mandar para a rede o último pênalti e garantir mais um troféu para a galeria do Matsubara, o segundo consecutivo. Antes dele, Vandão, Cleitinho e Thiaguinho também converteram para a Laranja Mecânica. Do lado do Real, apenas Biro marcou, com Richarlison e Jean Monga desperdiçando. 

O campeão Matsubara ficou com a taça após campanha de oito jogos, sendo cinco vitórias, dois empates e uma derrota, com 14 gols pró e seis contra. O Real teve campanha idêntica à do adversário nas mesmas oito partidas, com 14 gols marcados e dez sofridos. 

PUBLICIDADE

Nas premiações individuais do torneio, Guilherme Rosca, do terceiro colocado Lions, recebeu o troféu de artilheiro máximo da competição com seis gols marcados. Schumacher, do Matsubara, foi o goleiro menos vazado, tendo sofrido seis gols em oito partidas. 

2 MATSUBARA (4)
Schumacher; 
Xande (Raul), Vandão, Clayton e Will (Gabriel); Fábio Baiano, Everton, Cleitinho e Caio; Rafinha e  (Thiaguinho). T. Valdecir Viana (Jóia) 

2 REAL (1)
Elton; 
Richarlison, Willian, Deiso e Dani; Wendell, Jean Monga, Raul (Renan Andrade) e Baiano; Renanzinho e Biro. T. Denilson Bertoldo 

Gols: Raul (REA – 22’ 1º T), Raul (REA – 4’ 2º T), Everton (MAT – 30’ 2º T) e Raul (MAT – 41’ 2º T) Árbitro: Dermival Gomes 
Local: Estádio Natal Gazzetta, em Nova Odessa 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This