Home Brasil + Mundo Ex-secretário de Witzel é preso no Rio por fraudes

Ex-secretário de Witzel é preso no Rio por fraudes

Edmar Santos é apontado como integrante da organização criminosa que fraudou contratos de compra de respiradores pulmonares
by Folhapress

O ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos foi preso ontem em uma operação do MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro). Edmar é apontado como integrante da organização criminosa que fraudou contratos de compra de respiradores pulmonares, em caráter emergencial, para atendimento de pacientes com Covid-19. Policiais encontraram em uma casa dele milhões de Reais em dinheiro, segundo o G1, portal da Globo. Segundo as primeiras contagens dos agentes, foram encontrados pelo menos R$ 5 milhões. Até as 19h40, as autoridades ainda estavam contando quanto havia. 

O dinheiro estava numa casa em Itaipava, na Região Serrana do Rio. O ex-secretário do governador Wilson Witzel (PSC) é suspeito de organização criminosa e peculato. 

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

FRAUDE | Dinheiro apreendido (Foto: Divulgação | MP-RJ)

A ação acontece após a prisão, em 7 de maio, do número dois de Edmar na pasta, o ex-subsecretário executivo Gabriell Neves. 

O MP-RJ diz ter identificado nas investigações, além de Neves, a presença de “outro comandante” do grupo: o próprio Edmar. 

As investigações da “Operação Mercadores do Caos” miram o que seria, na visão dos promotores, uma quadrilha para fraudar a compra de respiradores para vítimas do novo coronavírus. 

Três empresas foram escolhidas para fornecer os equipamentos, em contratos de R$ 180 milhões. Contudo, nenhum respirador foi entregue. 

A Justiça também autorizou a apreensão judicial de bens e valores de Edmar até o valor de R$ 36,9 milhões, equivalente aos recursos desviados em três contratos fraudados. 

Procurada, a defesa de Edmar preferiu não se manifestar.  

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This