Home Cultura Fátima e Sueli, de ‘Tapas e Beijos’, estariam na fila da Caixa para obter auxílio, diz autor

Fátima e Sueli, de ‘Tapas e Beijos’, estariam na fila da Caixa para obter auxílio, diz autor

Na pandemia, protagonistas estariam “tocando o rebu” como era a característica peculiar das personagens
by Folhapress

Como estariam Fátima (Fernanda Torres) e Sueli (Andrea Beltrão), as divertidas e atrapalhadas protagonistas de “Tapas e Beijos” em 2020, em plena pandemia do novo coronavírus? Na fila da Caixa, buscando o auxílio emergencial do governo, diz Cláudio Paiva, autor da série. E claro, acrescenta ele, “tocando o rebu” como era a característica peculiar das personagens. 

Armane (Vladimir Brichta) também estaria lá, “tentando ajudar e obviamente levar a parte dele”. Já Djalma não aguentaria a pressão do aluguel, fecharia a Djalma Noivas, palco de grande parte das aventuras das vendedoras, e enlouqueceria de vez. “Ele iria para cracolândia”, diz o seu intérprete, Otávio Müller. Fernanda de Freitas, que faz a mulher do comerciante, logo interrompe o seu “Tuf tuf”: “Não, a Flavinha não ia deixar [ele ir para a cracolândia].” Já Fabio Assunção afirma acreditar que Jorge seguiria com a boate La Conga, com todos de máscara. 

“Daria uma boa história, gostaria de escrever”, afirma Paiva. Alguma chance de um episódio especial ou filme baseado na série, que fez sucesso na Globo entre 2011 e 2015? Se depender do elenco, existe, sim, disposição para um reencontro. 

Na época em que “Tapas e Beijos” acabou já existia uma ideia de se lançar um longa. Para Fernanda Torres, porém, a iniciativa naquele momento não a agradava muito, porque eles já estavam há cinco anos envolvidos com os personagens. Mas, agora, cinco anos depois, ela afirma que seria interessante ver que rumo tomou a vida de Fátima e Sueli e de seus amores e amigos. 

“Hoje seria bacana fazer um filme ou um especial, porque o Brasil mudou muito, a situação é outra, tipo a pandemia, o que aconteceria com aquelas pessoas”, indaga a atriz. Mauricio Farias, diretor do programa, lembra que desde o início da concepção do seriado, a proposta era que ele tivesse uma vida curta, de dois, três anos, já que muitos dos envolvidos no projeto vinham de um outro programa longo: “A Grande Família”, que ficou mais de dez anos no ar. Por causa do seu sucesso, “Tapas e Beijos” teve cinco temporadas. “A gente quis parar, e parou…E uma das coisas mais bonitas que eu ouvi no momento dessa parada, foi chegarem para a gente e dizer: ‘Vocês voltam a hora que vocês quiserem”, conta Farias. 

“Mas não estou falando pensando nisso [em um retorno]”, pondera o diretor. “Mas eu estou”, complementa Fernanda Freitas. “Fazer um especial ou alguns episódios, eu acho super válido, faria com prazer”, diz a atriz. “Eu só tenho que caber na sainha da Fátima”, diverte-se Fernanda Torres. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This