Home Destaque Flamengo bate o Coritiba, vence a 1ª com Ceni e dorme líder

Flamengo bate o Coritiba, vence a 1ª com Ceni e dorme líder

O Rubro-Negro ganhou por 3 a 1
by Folhapress

O Flamengo voltou a jogar bem, venceu o Coritiba por 3 a 1, neste sábado (21) e dormirá na liderança do Campeonato Brasileiro. A vitória foi a primeira do Rubro-Negro sob o comando de Rogério Ceni, que repetiu a estratégia e o estilo da equipe de Jorge Jesus em 2019. Os gols do jogo foram de Bruno Henrique, Arrascaeta e Renê para o time da casa, e Mattheus descontou para os visitantes.

Com 39 pontos, o novo líder do Brasileirão agora seca o Atlético-MG, que enfrenta o Ceará, no Castelão, neste domingo (22), às 16h. O Galo tem um ponto a menos que o Fla, mas com uma vitória a mais, volta à liderança caso empate com o Vozão. Ainda assim, o triunfo após quatro jogos sem vencer é um alento para o Rubro-Negro, que ganha moral para o confronto com o Racing, pelas oitavas de final da Libertadores. O primeiro jogo é na terça-feira, às 21h30, em Avellaneda, casa dos argentinos.

Mais do que a vitória importante na briga pelo título brasileiro, a atuação do Flamengo foi inspiradora. De longe a melhor e mais organizada na “era Ceni”, a performance também aconteceu pelo péssimo jogo do Coritiba, que briga contra o rebaixamento. Na 18ª colocação, o Coxa tem 20 pontos na tabela e pode terminar a 22ª rodada na penúltima posição caso o Botafogo pontue contra o Fortaleza no Estádio Nilton Santos.

JOGO 
O gol logo no início deu ânimo para o Flamengo enfim voltar a jogar bem. Ao seu estilo vertical e objetivo, o Rubro-Negro de Ceni lembrou o de Jorge Jesus, ainda que o adversário impusesse pouca ou nenhuma resistência. Fraco, o Coritiba assistia o Fla atuar em ritmo de treino. O que se viu depois que o time da casa abriu o placar foi um vareio: 12 finalizações, sendo nove chances muito claras, com duas bolas na trave e três chances inacreditáveis perdidas por Bruno Henrique, Arrascaeta e Vitinho dentro da grande área.

Aos 26, o Fla já era senhor da partida quando Arrascaeta, o melhor em campo na noite, marcou um golaço para aumentar a fatura no Maracanã. O uruguaio concluiu linda jogada do ataque do Fla: Éverton Ribeiro e Vitinho triangularam até a bola chegar em Isla, que cruzou como um passe para o camisa 14 chapar no canto de Wilson e correr para comemorar.

A boa atuação no primeiro tempo fez o Fla tirar um pouco o pé do acelerador na segunda etapa. Ainda assim, o time seguiu perdendo muitas chances, novamente com Bruno Henrique. Com o jogo controlado e o Coritiba melhor postado na defesa, o Rubro-Negro aumentou a posse de bola e criava muitas chances, mas os atacantes não aproveitavam. Precisou um defensor chegar ao ataque para fazer o terceiro: Renê avançou pela esquerda, tabelo com Vitinho, invadiu a área, cortou para dentro e colocou de direita no cantinho de Wilson para marcar mais um belo gol.

Com o pé no freio após grande atuação, ainda deu tempo da lei do ex aparecer no Maracanã. No último lance do jogo, Mattheus avançou pela esquerda e chutou no canto, sem chances para Diego Alves. Cria do Flamengo, o filho de Bebeto não comemorou seu gol.

THIAGO MAIA 
Antes de a bola rolar, os jogadores do Flamengo se reuniram e posaram para uma foto com a camisa número 33, usada por Thiago Maia. Ontem (20), o Rubro-Negro divulgou que o volante terá de passar por uma cirurgia no joelho esquerdo. Maia, que está emprestado pelo Lille, da França, tem contrato até o meio do ano que vem. 

FICHA TÉCNICA 

FLAMENGO 3 X 1 CORITIBA 
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
VAR: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Cartões amarelos: Arão (FLA); Sabino, Rodolfo Filemon (CTB)
Cartão vermelho: não houve
Gols: Bruno Henrique, do Flamengo, aos 2 minutos do primeiro tempo; Arrascaeta, do Flamengo, aos 26 minutos do primeiro tempo; Renê, do Flamengo, aos 29 minutos do segundo tempo; e Mattheus, do Coritiba, aos 48 minutos do segundo tempo. 

FLAMENGO 
Diego Alves; Isla (Matheuzinho), Thuler, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Gerson (Diego), Everton Ribeiro (Lázaro) e Arrascaeta; Bruno Henrique (Michael) e Vitinho (Pedro Rocha). Técnico: Rogério Ceni 

CORITIBA 
Wilson, Maílton (Jonathan), Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Nathan Silva (Brayan Lucumí), Matheus Sales, Matheus Galdezani (Yan Sasse) e Giovanni Augusto; Robson (Matheus Bueno) e Osman (Mattheus). Técnico: Rodrigo Santana. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This