Home Destaque Homem que se diz instrutor de tiro é detido com arsenal em casa

Homem que se diz instrutor de tiro é detido com arsenal em casa

A denúncia que chegou aos PMs da Força Tática foi que as munições serviriam ao crime organizado
by Edson Silva

Uma denúncia anônima levou policiais militares de Americana a prender em flagrante, na quarta-feira (26), em Artur Nogueira, na RMC (Região Metropolitana de Campinas), um instrutor de tiro, de 27 anos, que mantinha em casa oito armas – entre as quais uma submetralhadora calibre 40, sendo que algumas delas estavam com documentação irregular. 

Também foram apreendidas muitas munições e algumas das armas não estavam em nome do instrutor, que justificou-se dizendo que fazia consertos e manutenção de armas para terceiros. 

A denúncia que chegou aos PMs da Força Tática foi que as munições serviriam ao crime organizado, o que não ficou confirmado pela Polícia. 

O instrutor foi autuado por posse ilegal de arma de fogo, pagou fiança de R$ 4 mil e responderá pela acusação em liberdade. 

Segundo os policiais da Força Tática, eles faziam patrulhamento de rotina quando receberam denúncia que na Rua 1º de Janeiro, em Artur Nogueira, havia uma casa onde um homem comercializaria munições para criminosos da região, e onde haveria muitas armas. 

Os PMs foram fazer a averiguação.O morador da casa permitiu a entrada dos policiais, disse que possuía armas de fogo e munições, mas alegou que era instrutor de tiro e atirador, e que suas armas tinham registro. Na casa foi encontrada, com registro em nome do proprietário, uma submetralhadora Taurus CTT.40 com 4 carregadores com 98 munições, uma pistola Imbel calibre 380 com 1 carregador – a documentação dessa arma estava vencida-, uma pistola Imbel cal.45 com 4 carregadores com 120 munições intactas, e uma pistola Taurus cal.380 com 3 carregadores e 10 munições intactas. Também foram apreendidas duas carabinas Winchester cal.44, uma carabina Marlin cal.44, uma espingarda Breda cal.12, das quais o instrutor não tinha as documentações. Ele justificou que as armas eram de clientes. 

As armas e munições foram recolhidas, o instrutor foi encaminhado para a Delegacia de Cosmópolis, onde foi autuado em flagrante por posse ilegal de armas. Após o procedimento foi fixada a fiança, que foi recolhida pelo instrutor de tiros, que responde pelo caso em liberdade. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This