Home Cidades Hortolândia vai aplicar 2,5 mil testes em 20 dias

Hortolândia vai aplicar 2,5 mil testes em 20 dias

Anúncio dos exames rápidos foi feito ontem pelo prefeito Angelo Perugini
by Pedro Heiderich
A Prefeitura de Hortolândia vai aplicar 2,5 mil testes de coronavírus nos próximos 20 dias. O anúncio foi feito ontem pelo prefeito Angelo Perugini (PDT), durante live (transmissão ao vivo) no Facebook. “Vamos começar a fazer testes rápidos para detectar os casos, e seremos um dos municípios que mais fará testes na região e no Brasil”, declarou.
Perugini não revelou mais detalhes sobre a aplicação dos testes. Ele disse também que a partir de semana que vem estarão instalados e funcionando túneis de descontaminação na entrada das três UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) do município.

“Desde os pés até a cabeça, toda a roupa, tudo que passar pelos túneis será higienizado, descontaminado. Pessoas receberão um banho sem se molhar para que entrem na unidade de saúde e sejam atendidas deixando o profissional de saúde com menor risco de ser contaminado”, explicou o prefeito.
ALERTA

Perugini voltou a alertar sobre a responsabilidade de cada um em manter o isolamento e tomar os cuidados necessários se precisar sair de casa. “Eu já avisei, nós estamos em observação. Se depois de sete dias Hortolândia e região não tiverem avaliação positiva podemos voltar para a fase anterior ou até lockdown, onde tudo ficará fechado”, alertou.

Segundo o chefe do Executivo, a prefeitura ficou “muito preocupada” ao ver a população nas ruas nos três primeiros dias de reabertura gradual do comércio. “Não só jovens, idosos, crianças, pessoas sem máscaras. Parece que as pessoas não compreenderam tudo que fizemos. Ainda estamos na crescente da contaminação e se precisar voltar atrás, voltarei”.

O prefeito citou que nas cidades vizinhas tem visto a mesma situação e ressaltou que pode ser que toda a região tenha de voltar à quarentena mais restritiva. “É para todos tomarem consciência”.
Perugini também falou da importância dos dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) instalados recentemente no Hospital Municipal Mario Covas, os primeiros da história da cidade.

“Só seis cidades da Região Metropolitana de Campinas têm UTI. E nós somos bem mais novos que todas elas. Em 29 anos já temos dez UTIs. Esse confete quero jogar sobre a população, o esforço da cidade de ficar em casa nos fez conseguir esses leitos. Se a curva de casos tivesse subido não ia dar para fazer a reforma no hospital, para ter UTI agora”, destacou.

Para Perugini, os dez leitos à disposição do Estado foram vitais para que a região pudesse reabrir o comércio gradualmente.

O governo federal já aprovou outros dez leitos de UTI para a Unidade Respiratória UPA Nova Hortolândia, específicos para o coronavírus. A prefeitura negocia com o Estado um auxílio econômico para dar início às instalações.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This