Home Brasil + Mundo Livro revela como padres abusaram de crianças

Livro revela como padres abusaram de crianças

Ao contrário de casos que se espalharam pelo mundo, crimes no Haiti foram acobertados por políticos e religiosos
by Folhapress

Um dos casos notórios envolveu o ex-núncio para o Haiti e para a República Dominicana, uma figura equivalente a embaixador do Papado, Dom Józef Wesolowski. Entre 2008 e 2013, ele praticou crimes nos dois países contra jovens em situação de rua, levados até ele por outros representantes da Igreja.

Quando denunciado pela mídia dominicana, fugiu do país com passaporte falso, de volta para o Vaticano. Foi destituído do cargo, mas seu processo andou lentamente, com pouca transparência. O acusado aguardou em um quarto residencial na sede do Papado, como medida de restrição.

Em rara manifestação, o Vaticano afirmou na ocasião que a investigação era “vontade expressa do papa”, e que o caso seria tratado com rigor.

Wesolowski foi encontrado morto em seu quarto, em 2015. As causas da morte não foram totalmente esclarecidas.

A situação de marginalidade que se encontrou o país ao longo da sua história e que permitiu a atuação de religiosos criminosos aos poucos vai se restabelecendo.

Após uma fase atraindo a atenção mundial, por conta do terremoto que matou 220 mil pessoas, o Haiti está caindo no esquecimento. A missão de paz da ONU, comandada pelo Brasil, deixou o país em 2017. O Haiti novamente se vê assolado por pobreza e violência.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This