PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Após deixar a prisão, secretário Juninho Barros pede demissão da Prefeitura de Americana

O outro secretário detido na operação – Alex Niuri, de Negócios Jurídicos – permanece no governo

Preso na semana passada em uma operação da PF (Polícia Federal), e libertado na última sexta-feira, Juninho Barros não é mais secretário de Governo de Americana. No primeiro dia útil após ser solto, ele entregou nesta segunda-feira (3) seu pedido de exoneração do cargo. O outro secretário detido na operação – Alex Niuri, de Negócios Jurídicos – permanece no governo.

PUBLICIDADE

Ao TodoDia, o prefeito Omar Najar (MDB) disse que demitiria Juninho Barros, se ele não tivesse pedido demissão. Segundo as investigações da Polícia Federal, ele teria recebido cerca de R$ 130 mil do empresário José Geraldo Zana, dono do frigorífico Mult Beef, de Brodowski (SP), e delator do suposto esquema de desvio de recursos da merenda escolar em cerca de 50 cidades paulistas.

A defesa do agora ex-secretário de Governo sustenta que os depósitos são referentes a serviços prestados a empresas de Zana, e que o dinheiro não tem relação com os contratos entre a empresa a Prefeitura de Americana. Juninho Barros era responsável pela articulação política do governo Omar e estava na Administração desde o início, em 2015. O nome do substituto dele ainda não foi divulgado.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This