Home Cultura Medalhões na disputa

Medalhões na disputa

Chico Buarque, Martinho da Vila e Nélida Piñon são finalistas do Jabuti, maior prêmio literário anual do país
by Folhapress

Maior prêmio literário anual do país, o Jabuti divulgou ontem uma lista com os dez finalistas de cada uma de suas 20 categorias.

A lista traz medalhões como Chico Buarque, que lançou o romance “Essa Gente” ano passado, Nélida Piñon, que concorre pelo livro de crônicas “Uma Furtiva Lágrima”, e o compositor Martinho da Vila, que concorre por seu “2018 – Crônicas de um Ano Atípico”.

Ruy Castro e Djamila Ribeiro, ambos colunistas deste jornal, também estão entre os finalistas. Ele, na categoria de biografia, documentário e reportagem por “Metrópole à Beira-Mar”, e ela, entre os livros de ciências humanas, por “Pequeno Manual Antirracista”. O colunista Reinaldo José Lopes também foi indicado por “Darwin sem Frescura”, parceria com o biólogo Pirula.

Também aparecem autores que tiveram destaque na cena literária do último ano, como Itamar Vieira Junior, por “Torto Arado”, Ailton Krenak, por “Ideias para Adiar o Fim do Mundo”, Paulo Scott, por “Marrom e Amarelo”, e Jarid Arraes, por “Redemoinho em Dia Quente”. A escritora Adriana Lisboa concorre em duas categorias, de romance literário e poesia.

As categorias de não ficção trazem escritores veteranos como Nei Lopes, Laurentino Gomes, Luiz Maklouf Carvalho -indicado postumamente por sua biografia dos anos de Bolsonaro no Exército- e Lilia Schwarcz, que concorre com dois livros. Mas também apontam autores que estão despontando, como Sidarta Ribeiro, Chico Felitti e Alê Santos.

É bom notar que esta é uma listagem ainda preliminar. Os indicados serão reduzidos pela metade numa lista que será publicada no próximo dia 5, e os vencedores serão conhecidos em 26 de novembro.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This