Home TodoDia MaxiMaxi Saúde Muita atenção à febre

Muita atenção à febre

Aumento da temperatura corporal é a consequência da ação de vírus ou bactérias
by Folhapress

A Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, afeta as pessoas de formas diferentes. Isso inclui infectadas que apresentam ou não os sintomas. Segundo o Ministério da Saúde, entre os sintomas mais comuns da doença estão: tosse, coriza, perda de olfato, dificuldade para respirar e febre. Esta última é uma consequência da reação do corpo ao combater algo estranho, como vírus e bactérias. 

Renato Kfouri, infectologista e pediatra, explica que a febre é um aumento anormal da temperatura corporal. Em geral, há febre quando a temperatura ultrapassa 37,5ºC ou 37,8º. 

RESPOSTA 

Segundo o médico, este aumento acontece devido à resposta imunológica do organismo. Ou seja, quando micro-organismos como vírus e bactérias entram no corpo, as células de defesa vão combatê-los. Neste processo, substâncias químicas são liberadas e elas causam esse desregulamento da temperatura.

“A febre não é doença, é sintoma. É preciso reconhecer a [sua] causa”, ressalta. “A febre é um sinal inespecífico”, afirma Gustavo Prado, pneumologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. 

Ele explica que, na maioria das vezes, a febre é causada pela resposta do organismo a agentes infecciosos, como os que resultam em gripe ou Covid-19. Doenças inflamatórias ou autoimunes também podem provocar este sinal. 

Segundo Prado, caso um paciente tenha febre, mas não tenha outros sintomas ou doenças de base, o que o tornaria predisposto a condições de maior gravidade, o aumento da temperatura pode ser apenas uma manifestação inicial de infecções virais. “A maioria se resolve espontaneamente”, diz. 

Os médicos explicam que ela é motivo de preocupação quando é alta e persistente. Kfouri destaca que se um recém-nascido tiver febre, é preciso ir ao médico imediatamente, pois isso não é comum. Além disso, é preciso ficar atento a outros sintomas que possam aparecer, independentemente da idade. Prado reforça que, em caso de manifestações desconfortáveis e mais graves, como falta de ar e fraqueza, é necessário procurar atendimento médico. 

  • Facebook
  • Twitter
  • LinkedIn
  • Pinterest

(Arte | Folhapress)

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This