Home Cultura Mulheres dominam indicados ao prêmio Booker Internacional

Mulheres dominam indicados ao prêmio Booker Internacional

Quatro dos seis livros indicados neste ano são de histórias contadas por elas
by Folhapress

Quatro dos seis livros indicados neste ano ao prêmio Booker Internacional, um dos reconhecimentos literários mais prestigiosos do mundo, foram escritos por mulheres. O anúncio foi feito em Londres.

As autoras dominam pelo segundo ano consecutivo a lista de indicações ao troféu britânico, que contempla com £ 50 mil, cerca de R$ 326 mil, a melhor obra estrangeira traduzida para o inglês no último ano.

Entre as indicadas, estão a japonesa Yoko Ogawa por “The Memory Police”, ou a polícia da memória, um livro de 1994 sobre uma ilha com governo autoritário que obriga a população a esquecer determinados itens do cotidiano, e a iraniana refugiada Shokoofeh Azar, com “The Enlightenment of the Greengage Tree”, ou a iluminação da árvore de ameixas, que narra a fuga de uma família da Revolução Islâmica de 1979.

REPRESENTANTES

A América Latina está representada pela mexicana Fernanda Melchor, pelo suspense”Temporada de Huracanes”, ou temporada de furacões, e pela argentina Gabriela Cabezón Cámara, que escreveu “Las Aventuras de la China Iron”, releitura radical do poema clássico “Martín Fierro”, do século 19.

Completam a lista o alemão Daniel Kehlmann, cujo livro “Tyll” foi um best-seller na Alemanha e está sendo adaptado pela Netflix, e o holandês Marieke Lucas Rijneveld, por “The Discomfort of Evening”, ou o desconforto da noite, sobre os abalos do crescimento de uma menina numa família profundamente religiosa.

O anúncio do vencedor (ou vencedora) será em 19 de maio. No ano passado, a escritora Jokha Alharthi, do Omã, foi premiada; em 2018, a vencedora foi Olga Tokarczuk, polonesa que no ano seguinte foi consagrada com o prêmio Nobel de literatura.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This