Home Cidades Nova Odessa aumenta oferta diária de água em 6 milhões de litros

Nova Odessa aumenta oferta diária de água em 6 milhões de litros

Nova estação de captação, a ECA 4, foi construída com recursos da Coden Ambiental no Córrego Palmital
by Da Redação

Nova Odessa passou a contar ontem com mais uma estação de captação de água bruta, a ECA 4, que foi construída pela Coden Ambiental com recursos próprios no Córrego Palmital, aumentando a oferta do produto nas torneiras em 6 milhões de litros por dia, o equivalente a 40% do total de água tratada diariamente pela empresa de economia mista.

Acompanhados de diretores e técnicos da companhia, o prefeito Bill Souza (PSDB) foi conhecer as instalações da nova estação.

Ricardo Ongaro, diretor-presidente da Coden Ambiental, explicou que a água é captada de duas represas abastecidas pelo Córrego Palmital. Juntas, elas têm capacidade para armazenar 400 milhões de litros, praticamente a mesma capacidade da Represa Recanto 2.

“Nós iniciamos o bombeamento da água destas duas represas para o Sistema Recanto, dentro de um processo chamado por nós de ‘transposição de bacias’. Trata-se de um volume muito grande de água, que corresponde a 40% do total que nós tratamos hoje, que está na casa de 15 milhões de litros por dia”, ressaltou Ongaro.

“Nova Odessa, mais uma vez, sai na frente e, com planejamento, afastamos toda e qualquer possibilidade de falta d’água na cidade. Essa nova captação já fazia parte do Plano Diretor de Abastecimento Público da Coden”, completou.

O município já contava com a ECA 1 (Recanto), ECA 2 (São Jorge) e ECA 3 (Santo Ângelo). “É uma obra que continua nos deixando tranquilos quando o assunto é abastecimento. Nosso sistema hídrico é composto por seis represas, agora quatro estações de captação e, em breve, duas estações de tratamento”, frisou o prefeito, referindo-se à ETA 2 (Santo Ângelo), que está 80% concluída.

Bill disse que encaminhará ao Ministério Público, nos próximos dias, um relatório detalhado de todos os investimentos que foram feitos pela Prefeitura de Nova Odessa, desde 2013, para garantir a sustentabilidade hídrica.

Como exemplo, a Coden trocou, nos últimos anos, cerca de 70 km de tubulação, o que representa 24,8% de toda a rede de água da cidade, que tem 282,76 km de extensão.

Dados da companhia apontam uma queda de 42,22% no índice de desperdício nos últimos oito anos. Em 2012, de cada 100 litros de água tratada, 45 não chegavam aos moradores por conta da tubulação velha. O índice atual é de 26 a cada 100 litros. A maioria desses 70 km de rede eram de ferro e cimento amianto.

“Foram muitas obras e mais de R$ 50 milhões em investimentos, desde o desassoreamento das represas, passando pela troca da tubulação antiga, em tecnologias para o combate às perdas, enfim, um trabalho minucioso que garante água na torneira da nossa população 24 horas por dia, até mesmo nos períodos de estiagem”, afirmou o prefeito.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This