Home VariedadesMáxima O homem nas alturas

O homem nas alturas

by Mauricio Godoy

Há pelo menos 5 mil anos, o ser humano passou a olhar para o alto a fim de ligar os pontos luminosos do céu, criando as primeiras constelações e como essas figuras se repetiam a cada noite. Era possível usá-las como referência para se locomover, plantar, construir e até marcar épocas e estações, definindo assim um calendário. Chineses, Babilônicos, Maias, Gregos e Árabes estudaram o céu, a Lua e as estrelas. Desde então, nota-se que, até hoje, a paixão do homem pelo céu e pelas alturas.

Criado na Bélgica, o “Dinner in the Sky” está presente em mais de 70 países, nas principais cidades do mundo como Dubai, Las Vegas, Paris, Bruxelas, Atenas, Londres, Shanghai, Tokio e na capital do nosso Estado, a cidade de São Paulo. Consiste numa plataforma a 50 metros de altura unindo apenas 22 participantes a cada ocasião. O encontro gastronômico reúne uma experiência perfeita. Chefes de cozinha renomados assinam o cardápio servido nas alturas. André Wunderlich e Fábio Bernadini são os chefes residentes do evento.

Os participantes disfrutam de momentos mágicos durante uma refeição incrível e inusitada. Leitores da Coluna Máxima estiveram por lá e só pelo sorriso deles já é possível imaginar como foi essa belíssima viagem que troca o chão pelo céu. A temporada de 2020 já se esgotou devido ao sucesso absoluto.

Dinner in the Sky estuda a possibilidade de voar e aterrissar em outro Estado que, certamente, trará mais uma visão incrível de outro ponto turístico deslumbrante. Em São Paulo a experiência aconteceu às margens do Parque do Ibirapuera, bem próximo ao “Monumento às Bandeiras”, obra em homenagem aos Bandeirantes, que exploraram os sertões durante os séculos XVII e XVIII, inaugurada em 1953. Parabéns aos organizadores e detentores da marca no Brasil. Parabéns também aos leitores que marcaram presença por lá e se permitiram viver algo novo pela primeira vez. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This