Home Cidades Obra da captação leva 21 horas e bombeamento é retomado de madrugada

Obra da captação leva 21 horas e bombeamento é retomado de madrugada

A obra de interligação da nova captação de água bruta no Rio Piracicaba para o abastecimento de Americana atrasou nesta segunda-feira e só foi concluída às 0h45 desta terça
by Leon Botão

A obra de interligação da nova captação de água bruta no Rio Piracicaba para o abastecimento de Americana atrasou nesta segunda-feira e só foi concluída às 0h45 desta terça. O trabalho começou às 4h de segunda e a previsão inicial era de que a interligação fosse concluída às 18h para que a captação fosse retomada e, consequentemente, o abastecimento da cidade, mas um atraso no trabalho de solda fez com que o serviço não fosse concluído dentro do prazo. Segundo o DAE, a previsão é de normalizar o abastecimento em 2 dias.

Por volta das 10h50, o DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana informou que obra havia começado às 4h desta segunda e seguia dentro do cronograma. O trabalho começou com o esvaziamento da adutora e a remoção da flange cega, que foi um processo gradual e lento.

Mais tarde, por volta das 16h45, a autarquia informou novamente que o trabalho seguia dentro do previsto e que havia sido iniciada a soldagem das peças de transição. Até esse horário, a previsão de conclusão dos trabalhos seguia 18h, mas o serviço só acabou no início da madrugada.

Com o início das obras, a captação de água do rio foi interrompida e o abastecimento da cidade ficou a cargo dos 14 CRs (Centros de Reservação) de água espalhados pela cidade.

Segundo o DAE, essa obra “é um passo importante que o município está dando no sentido de investimento na captação de água para o reforço no abastecimento num breve futuro”.

Com essa interligação e o pleno funcionamento da nova captação, Americana poderá captar 1.300 litros de água por segundo no Rio Piracicaba. Hoje, o máximo permitido e possível é 1.050 litros por segundo. Com mais água, a tendência é que os reservatórios espalhados pela cidade fiquem mais cheios e que o desabastecimento diminua em algumas regiões.

NOVO ATRASO

O serviço realizado nesta segunda já havia sido feito em outubro do ano passado e deixou a cidade sem água por 48 horas. Na ocasião, houve um problema técnico durante a execução, que retardou a finalização do trabalho. Depois, técnicos do DAE identificaram que um dos tubos dessa estrutura achatou, perdendo circunferência e, por precaução, foi necessário, agora, refazer o serviço.

Na época, em dias de altas temperaturas, a população precisou buscar água em poços espalhados pela cidade e, mesmo com a pandemia, foram registradas aglomerações e filas em vários bairros.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This