Home Cidades Ocupação de leitos do Hospital Municipal de Americana volta a aumentar

Ocupação de leitos do Hospital Municipal de Americana volta a aumentar

HM está com 89% de ocupação na enfermaria; prefeitura diz que avalia diariamente a necessidade de ampliação
by Pedro Heiderich

A ocupação de leitos de enfermaria do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, disparou nesta quinta-feira (26)  para 89% – 16 de um total de 18 estão ocupados. Os leitos com respiradores estão com ocupação de 47% – oito de 17. 

Na quarta-feira (25), um dia após voltar a divulgar boletim diário, a prefeitura alegou problema técnico e não divulgou o boletim. Na terça-feira (24), a ocupação dos leitos sem respiradores do HM era de 61% (11 de 18 no total). A ocupação dos leitos com respiradores era a mesma. 

Questionada se pretende aumentar os leitos, a prefeitura informou que “está acompanhando o aumento da demanda, analisando dia a dia a taxa de ocupação” e que, “por enquanto, ainda não houve necessidade de ampliação”. 

Segundo a Secretaria de Saúde, a ocupação de leitos destinados exclusivamente para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19, contando a rede pública e privada, é de 23% com respiradores (de 56 no total, 13 estão ocupados) e de 45% sem (de 65 no total, 29 estão ocupados). 

A pasta informou que a mudança no total de leitos sem respiradores se deve ao aumento de leitos em um dos hospitais particulares do município. 

No fim de outubro, com a queda de casos e internações da doença, a Prefeitura de Americana passou a divulgar o boletim epidemiológico semanalmente. Na terça-feira (24), com o aumento de casos e internações, o Executivo voltou a divulgar o boletim diariamente. Na ocasião, foram quatro mortes e 50 casos. 

Uma nova morte foi registrada, de um idoso de 82 anos, do Jardim São Paulo, que era renal crônico, e morreu quarta-feira (25), em hospital particular. 

Oitenta novos casos foram registrados, além de 129 suspeitos (dois óbitos). Americana tem 6.606 casos positivos, sendo 176 óbitos. 

No último boletim divulgado semanalmente, na quinta-feira da semana passada, em 19 de novembro, Americana tinha 6.448 casos, com 171 óbitos. A ocupação no HM era de 35% com respiradores (de 17 no total, seis estavam ocupados) e 50% sem (de 18 no total, nove estavam ocupados). 

INTERNAÇÕES VÊM CRESCENDO EM TODA A REGIÃO  

Não só na região de Americana, mas no DRS (Departamento Regional de Saúde) Campinas, os casos e internações têm aumentado nos últimos dias. 

A média de internações diárias de pacientes suspeitos ou confirmados com coronavírus no DRS Campinas, que vinha sendo de 50 novas internações, aumentou. Na segunda-feira (23), foram 72 novas internações. Na ocasião eram 124.842 casos, com 3.773 óbitos. A ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para coronavírus era de 39,4% e de 30% de enfermaria. 

Na terça-feira (24), foram registradas 13 internações a mais, sendo 85 novas no dia. Foram registrados 367 novos casos e 12 mortes em um dia, indo a 125.309 infectados, com 3.785 vítimas fatais. 

Na quarta-feira (25), foram mais 691 casos (quase o dobro) e 14 mortes, chegando a 126.118 casos, com 3.798 mortes. O número de novas internações diárias foi de 130, ou seja, 45 a mais do que no dia anterior. A taxa de ocupação de leitos de UTI subiu para 40,8%. 

Ontem foram 406 novos casos e nove mortes, chegando a 126.524 casos (variação mensal de 6,1%), sendo 3.807 óbitos (queda de variação mensal de 46,9%). Foram registradas 104 novas internações no dia (variação mensal de 1,8%). A ocupação de leitos de UTI também subiu, para 41,5%. 

Os dados são da Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), órgão do governo do Estado de São Paulo. 

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This