Briga de gato e rato

Paulo Panossian

Jornalista

 

O que se espera do presidente Michel Temer, que vem lutando para recuperar as contas públicas, é que vete literalmente o reajuste de 16,38% dos ministros do STF, já que, deve gerar uma inoportuna despesa em 2019, de R$ 6 bilhões. Mas, como briga de gato e rato, enquanto Temer, diz que somente vetará esse reajuste, se antes o STF, acabar de vez com o excrescente penduricalho do auxílio-moradia, o ministro relator desta matéria no Supremo, Luiz Fux, responde que, não vai dar um fim ao tal auxílio-moradia, se o Temer, não vetar o reajuste.
Uma zorra… E concordo com o excelente editorial do Estadão, assim como exprime seu título que é “Uma questão de compostura”. Ora, como explica mais uma vez o jornal, esse reajuste por falta de previsão orçamentária é ilegal e inconstitucional.
E mesmo assim, o ministro Fux, que deveria ser o guardião da nossa Carta Magna, na realidade deseja afrontar a Constituição!
E como uma criança mimada, quer porque quer o ilegal reajuste de 16,38%, e ainda esnobando, coloca a faca no pescoço de Temer… Que pelo jeito, e de fininho, os outros 10 ministros da Corte, não reagem a favor do cumprimento da Constituição, pensando somente no gozo deste reajuste indecente e fora de curva…

Pin It on Pinterest

Share This