Home Cultura Oportunidade à vista para os artistas da região

Oportunidade à vista para os artistas da região

Ao todo, são 28 nomes contratados e mais as equipes de produção, som, luz e transmissão
by Da Redação

O palco online do Juca Jazz, idealizado pelo Movimento Juca Jazz, tem sido a oportunidade de visibilidade e renda para muitos artistas e profissionais da região de Americana (SP). Contemplado pela Lei Aldir Blanc, através do ProAC – Programa de Ação Cultural, o projeto Juca Jazz Live abre espaço para que mais de 20 artistas possam se apresentar, alguns sem trabalhar há mais de um ano, além de gerar oportunidades de trabalho para outros profissionais envolvidos na produção e transmissão do evento.

Para o produtor e idealizador das lives, Juarez Godoy, o Juca Jazz, que antes acontecia nos bares, na praça e no teatro, teve também que se adequar à situação vivida no momento. Porém, o que mais incomoda o produtor é ver muitos artistas, alguns revelados no palco do Juca Jazz, parados, sem tocar, há um bom tempo. “O que estamos fazendo tem valido muito a pena. O artista tem a necessidade de se apresentar, por questões financeiras e emocionais, e nós, público, precisamos da arte para sobreviver, principalmente numa pandemia”, comenta.

De acordo com o projeto aprovado, seis lives estão sendo produzidas e outras duas serão oferecidas como contrapartida para a realização do Juca Jazz Festival, em comemoração ao Jazz Day. “Desde 2017, o Juca Jazz Festival participa oficialmente do Dia Internacional do Jazz (Jazz Day), uma celebração mundial promovida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), que ocorre todo dia 30 de abril, com a participação de mais de 190 países. Em 2021, participaremos novamente, agora online, por meio de duas lives”, revela o produtor.

Ao todo, são 28 artistas contratados e mais as equipes de produção, som, luz e transmissão, envolvendo em torno de 10 profissionais, diretamente. “Indiretamente tem mais pessoas, já que oferecemos hotel e alimentação para os artistas que vêm de fora. É muito gratificante saber que estamos levando a arte para as pessoas, de forma gratuita, e, ao mesmo tempo, gerando visibilidade, trabalho e renda para os artistas e todos os envolvidos”, frisa Godoy.

Na primeira live, realizada no dia 10 de março, aconteceu o “Encontro DJ DJazz”, com os disc jockeys Maurício Scaramal, de Americana, FreDJorge, de Campinas, Adriana Arakake, de São Paulo e Viny Blanco, de Nova Odessa.

Na segunda live, transmitida ao vivo, dia 16 de março, houve o encontro de quatro violonistas, Laércio Ilhabela, Beto Di Franco, Carlos Lima e Íris Cordeiro, para um tributo ao violão. “Eu não me apresento há mais de um ano e por isso me emocionei na live. Eu estava me sentindo como uma criança no primeiro dia da escola. Passei horas me preparando para estar junto com os meus amigos instrumentistas”, revela Carlos Lima, que destaca ainda que a questão financeira é essencial e o tocar uma necessidade.

A programação online do Juca Jazz continua nos dias 29 e 30 de abril, em celebração ao Dia Internacional do Jazz.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This