Home Cidades Pente-fino contra despejo de esgoto

Pente-fino contra despejo de esgoto

Hortolândia organiza uma força-tarefa com o objetivo de eliminar todos os pontos de emissão clandestina
by Rogério Verzignasse

Hortolândia – que já é dona de um dos melhores índices nacionais de acesso ao saneamento básico – promove um esforço concentrado para eliminar todos os pontos de emissão clandestina de esgoto no município. Atualmente, todo o esgoto da cidade  é tratado, mas há locais de coleta irregular em bairros ocupados antes da chegada efetiva das obras de infraestrutura.

Há, por exemplo, fossas remanescentes em antigos bairros tomados por chácaras, ou ligações improvisadas despejando os resíduos em lagoas, córregos e até nas galerias pluviais. Hoje, a cidade tem um índice de coleta que atinge 97,6% de cobertura, mas as universalização do sistema – os 100% – passou a ser um objetivo imediato.

A força-tarefa é integrada por servidores ligados à Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e agentes da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). É um trabalho conjunto, uma espécie de varredura.

A fiscalização passou pelos jardins Santa Clara, São Bento, Santa Esmeralda e Terras de Santo Antônio. Foram identificadas ainda as áreas de descarte irregular de desejos. O trabalho segue, sem data certa para terminar, vasculhando todas as regiões.

Um dos locais com atenção especial dos agentes é a lagoa do Jardim Amanda, por exemplo, que passou a ser tomada por aguapés porque recebe esgoto clandestino.

Para identificar os pontos irregulares de emissão ou coleta, a prefeitura pede a ajuda da própria população. Por meio do aplicativo do Programa Agenda Verde, disponível para download gratuito, nas plataformas Google Play ou App Store, os locais podem ser relacionados e, além disso, o cidadão pode fazer a denúncia contra pessoas que mantêm hábitos irregulares, que podem ser configurados até mesmo como crimes ambientais.

A denúncia, no caso, é absolutamente sigilosa. Para a direção da secretaria, a questão do saneamento é vital para a saúde coletiva, já que os próprios mananciais de abastecimento público são ameaçados.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This