Home Esportes ‘Pior dia da minha vida’, diz Dentinho, vítima de racismo na Ucrânia

‘Pior dia da minha vida’, diz Dentinho, vítima de racismo na Ucrânia

Visto em lágrimas ainda no gramado, o jogador disse que chorou muito e que não conseguiu dormir na noite após o episódio
by Folhapress

O atacante Dentinho, ex-Corinthians, classificou, em texto publicado em seu Instagram nesta segunda-feira (11), o dia anterior como o pior de sua vida. Na ocasião, ele foi vítima de racismo durante jogo de seu clube, o Shakhtar Donetsk, contra o Dínamo de Kiev. 

Visto em lágrimas ainda no gramado, o jogador disse que chorou muito e que não conseguiu dormir na noite após o episódio. Além dele, o também brasileiro Taison foi alvo dos atos racistas da torcida adversária no domingo (10) durante partida válida pelo Campeonato Ucraniano. 

“Eu não queria comentar sobre o que aconteceu ontem [domingo], mas acho que não posso me calar diante de algo tão grave. Eu estava fazendo uma das coisas que mais amo na minha vida, que é jogar futebol e, infelizmente, acabou sendo o pior dia da minha vida”, escreveu. 

“Durante o jogo, por três vezes, a torcida adversária fez sons que lembravam macacos, sendo duas vezes direcionadas a mim. Essas cenas não saem da minha cabeça. Não consegui dormir e já chorei muito. Sabe o que eu senti naquele momento? Revolta, tristeza e nojo de saber que ainda existem pessoas tão preconceituosas nos dias de hoje. Agradeço a todos pelas mensagens de apoio e manifestações de carinho”, completou. 

Mais cedo, a esposa de Dentinho, a modelo Dani Souza, também se manifestou pelo Instagram, desabafando sobre o ocorrido. 

“Hoje o meu marido foi vítima de mais um episódio de racismo aqui na Europa. É muito triste saber que em pleno 2019 atitudes como essa ainda existem. O que ele sofreu dentro do campo, acontece com milhares de pessoas fora dele. Não podemos aceitar isso jamais! Estamos com você vida. Meu orgulho!”, escreveu. 

O jogo foi disputado em Metalist, casa do Shakhtar. Revoltados com as ofensas, os dois atletas brasileiros não quiseram seguir jogando, e os próprios jogadores do Dinamo Kiev tentaram fazer com que os torcedores parassem os insultos, se aproximando da grade. 

A arbitragem chegou a paralisar a partida e retirar os dois times de campo. O confronto, no entanto, foi reiniciado, mas antes Taison foi expulso por ter mostrado o dedo do meio e ter chutado uma bola na direção dos torcedores que o estavam insultando. 

O jogo terminou com vitória de 1 a 0 para o Shakhtar Donetsk, com gol marcado pelo ucraniano Sergiy Krivtsov. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This