PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Casal de Americana perde R$ 46 mil em golpe de bitcoins

Empresários foram vítimas de estelionatário que se dizia representante de epresa da Bahia

“Sentimento de tristeza”. Assim descreveu empresário de 35 anos de Americana que perdeu R$ 46 mil em golpe de bitcoins (moeda digital). Ele e a esposa de 23 anos receberam uma proposta de investir na moeda em junho e realizaram depósitos, mas descobriram o golpe dia 10 de fevereiro. O casal procurou a polícia na segunda-feira (17).

PUBLICIDADE

Segundo o boletim de ocorrência, as vítimas foram procuradas pelo administrador Elvis Venceslau dos Santos, 35, no mês de junho. Santos apresentou o investimento na moeda bitcoin ao casal e disse que era um dos representantes da empresa DG Cursos Trader e Comércio, de propriedade de Leonardo Gusmão Araujo, sediada em Salvador, na Bahia.

Santos, que conforme o registro mora em São José dos Campos, teria declarado às vítimas que era um “negócio bom” e que iria durar nove anos. De acordo com o depoimento do casal, o administrador informou que cada valor de investimento aplicado o casal receberia 10% e ainda teria garantido o capital de volta em 100%.

PUBLICIDADE

As vítimas começaram a realizar depósitos para a conta de Santos, que totalizaram R$ 46 mil. A partir daí, começaram a surgir sinais. Em novembro, aponta o boletim policial, o administrador disse ao casal que não poderia cadastrar mais investimentos porque a empresa tinha virado uma corretora. Em dezembro, a empresa saiu do sistema e o casal não conseguia falar com Santos.

De acordo com o casal, o proprietário da empresa, Gusmão, fez vídeo no Youtube informando que o sistema havia sido hackeado e que todos deveriam verificar se não haviam sido vítimas de golpe. A promessa era que após auditoria, o sistema voltaria ao normal em fevereiro e todos poderiam sacar os valores investidos.

Porém, no dia 10 de fevereiro, em novo vídeo, o proprietário declarou que estava falido e que os investidores só iriam receber o valor investido no fim do contrato. Ainda tentando falar com Elvis o casal foi informado por telefone pela então esposa dele que se tratava de um golpe e que ela inclusive havia se separado dele. Foi aí que não restou mais dúvidas.

No boletim, Santos consta como investigado e Gusmão, proprietário da empresa, como averiguado, entretanto ainda não houve contato da polícia com os dois. A reportagem não conseguiu o contato de Santos e as ligações para a DG Cursos Trader e Comércio não foram atendidas. O caso foi registrado como estelionato e será investigado.

O empresário relatou ao TODODIA que o casal não tinha um plano específico para o dinheiro que imaginavam receber como investimento, mas deixou uma recomendação para quem quer investir: “não invistam em plataformas de investimentos que dizem trabalhar com Bitcoin”.

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This