Home Brasil + Mundo Procon-SP flagra infração em 70% das lojas na Black Friday

Procon-SP flagra infração em 70% das lojas na Black Friday

Os principais problemas encontrados na fiscalização foram maquiagem de preço; produto ou serviço indisponível; e mudança de preço ao finalizar a compra
by Folhapress

Em fiscalização na última quinta-feira, o Procon de São Paulo registrou em 70% das lojas vistoriadas alguma infração ao Código de Defesa do Consumidor. Ontem foi dia de Black Friday no comércio. O Procon esteve em 275 estabelecimentos, e em 193 a legislação não estava sendo respeitada.

Os principais problemas encontrados na fiscalização, segundo o Procon, foram maquiagem de preço (quando o desconto oferecido sobre o preço do produto ou serviço não é real); pedido cancelado após finalização da compra; produto ou serviço indisponível; e mudança de preço ao finalizar a compra.

A empresa com mais registros de reclamação, até o final da manhã de ontem, segundo o Procon-SP, eram a B2W Companhia Digital – responsável por lojas como americanas.com, Submarino, Shoptime, Soubarato -, com 15 reclamações. Em seguida aparecia a Via Varejo – das Casas Bahia, Pontofrio e Extra.com.br -, com 12; Kabum Comércio Eletrônico, 11; e Mercado Livre e Magazine Luiza, com nove registros, cada.

O Procon-SP lembra que, em compras feitas fora do estabelecimento comercial, o consumidor tem sete dias para cancelar a compra, devolver o produto e pedir o dinheiro de volta.

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This