Domingo, 17 Outubro 2021

5 atitudes que ajudam a blindar a imunidade das crianças

5 atitudes que ajudam a blindar a imunidade das crianças

Quem é mãe já conhece a história: tudo vai bem com o seu filho até que ele pise na creche. Gripes, resfriados, dores de ouvido, viroses, são uma const
Quem é mãe já conhece a história: tudo vai bem com o seu filho até que ele pise na creche. Gripes, resfriados, dores de ouvido, viroses, são uma constante. De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, essa frequência de adoecimentos acontece, principalmente, nos pequenos de até dois anos de vida, porque eles têm um sistema imunológico ainda imaturo. Mas alguns cuidados podem ajudar a barrar essas doenças. Confira:

Amamentar
A Organização Mundial da Saúde recomenda o aleitamento materno como fonte de alimentação exclusiva a bebês até seis meses de vida. Após esse período, o leite materno deve ser alternado com alimentos in natura como frutas, além dos legumes, verduras e carnes cozidos.

 Vacinas
Elas são fundamentais para o fortalecimento do sistema imunológico dos bebês e das crianças. Porém, os reforços das primeiras vacinas não podem ser deixados de lado, pois as doses extras são as responsáveis por deixar as crianças imunes a doenças como sarampo, poliomielite, entre outras.

Alimentação
Frutas, verduras, legumes, além de carne, frango, leite e ovos contêm vitaminas e minerais que ajudam a blindar o funcionamento das células de defesa do organismo das crianças. Dê preferência a verduras e legumes crus a cozidos, lavando-os muito bem, e quando precisar cozinhá-los, procure optar pelo vapor e evite que cozinhe demais e perca seus nutrientes.

Mãos sempre limpas
Manter a higienização das mãos é fundamental para as crianças, afinal, elas sempre levam as mãos para a boca, olhos e nariz, e dali as bactérias e vírus se proliferam para dentro do organismo.

Sono tranquilo
Os especialistas são unânimes em afirmar que uma boa noite de sono ajuda a criança no seu desenvolvimento, descansa, revigora e também auxilia a fortalecer a imunidade. Informe-se com o pediatra e peça orientações sobre a quantidade de horas ideais de sono que são indicadas para a faixa etária do seu filho.

Fonte: Ministério da Saúde, Portal Saúde Brasil e Sociedade Brasileira de Pediatria
[caption id="attachment_16187" align="alignnone" width="1024"] Por Fabiana Gonçalves/Sistema Unimed

Veja também:

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 17 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/