Home Cidades Rede particular em Americana tem 82% de ocupação na UTI

Rede particular em Americana tem 82% de ocupação na UTI

Dos 28 leitos com respiradores, 23 estão ocupados, segundo boletim da prefeitura; índice no Hospital Municipal é de 53%
by Pedro Heiderich

Os leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de hospitais particulares de Americana estão com 82% de ocupação. Dos 28 leitos particulares, 23 estavam ocupados nesta sexta-feira(3). Os dados são do boletim epidemiológico emitido pela Prefeitura de Americana, com dados atualizados às 10h. 

Segundo a Secretaria de Saúde, a ocupação de leitos destinados exclusivamente para pacientes suspeitos ou confirmados de Covid-19 em todo município (rede pública e privada) é de 72% com respiradores (de 43, 31 ocupados) e de 46% sem respiradores (de 56, 26 ocupados). 

A prefeitura também informa separadamente a ocupação dos leitos apenas do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, que é bem inferior à da rede particular: 53% com respiradores (de 15 no total, oito estão ocupados) e 40% sem respiradores (de 20 no total, oito estão ocupados). 

Sobram 28 leitos de UTI particulares com respiradores, dos quais 23 estão ocupados, e 36 sem respiradores, com 18 ocupados – 50%, também acima da ocupação da rede pública. 

A reportagem questionou durante toda a semana hospitais particulares de Americana sobre a taxa de ocupação de leitos destinados a pacientes com coronavírus e se pretendem aumentar a capacidade por conta da pandemia. 

O Hospital Samaritano e o Hospital São Lucas informaram que estes dados só são repassados para a Secretaria Municipal de Saúde e não comentaram sobre a possibilidade de aumento da capacidade de atendimento. 

A reportagem não conseguiu contato com a direção do Hospital São Francisco. Funcionários da administração e de outros setores que atenderam ligações da reportagem disseram que não tinham autorização para passar essas informações. 

A assessoria da Unimed também não enviou respostas, alegando desde o início da semana que precisava de mais tempo para atender a demanda. 

A prefeitura divulga diariamente no boletim epidemiológico a taxa de ocupação dos leitos exclusivos para coronavírus em toda a cidade, mas não dados por hospital. A reportagem pediu à prefeitura os números de cada hospital, mas não houve resposta até o momento. 

Na sessão da Câmara de quinta-feira (2), foi aprovado por unanimidade, em votação final, projeto de lei dos vereadores Juninho Dias (MDB) e Wellington Rezende (Patriota) que obriga hospitais públicos e privados de Americana a prestarem informações diárias necessárias à adoção de medidas para enfrentamento da pandemia de Covid-19. 

O projeto estabelece que sejam divulgados no site oficial da prefeitura o número de leitos de UTI de cada um dos hospitais no dia da informação e o número de leitos ocupados (com e sem respiradores) no dia da informação. As informações devem ser prestadas diariamente. O projeto vai agora para sanção do prefeito Omar Najar (MDB). 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This