Home Cidades RMC vai decidir reabertura de escolas em conjunto, diz Jonas Donizette

RMC vai decidir reabertura de escolas em conjunto, diz Jonas Donizette

Prefeito de Campinas diz que discussões entre secretários e prefeitos estão adiantadas sobre volta às aulas
by Pedro Heiderich

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), afirmou em live nesta sexta-feira (14) que todos os prefeitos da RMC (Região Metropolitana de Campinas) vão adotar um calendário conjunto para a volta às aulas presenciais. Segundo ele, as discussões estão bastante avançadas tantos entre os prefeitos quanto com os secretários municipais de Educação. 

Questionado sobre uma data para o retorno das aulas presenciais, Jonas foi enfático.

“Todas as cartas estão na mesa. Mas se eu não tiver uma segurança da Saúde, pode ser que a gente não volte este ano. Não há uma decisão tomada”, afirmou Jonas. 

Na segunda-feira (10), a Prefeitura de Americana informou que a Secretaria de Educação participou de reunião com representantes dos municípios da RMC “com o objetivo de tentarem tomar uma decisão colegiada sobre o tema”. Nesta sexta, o Executivo disse que, entretanto, “ainda não há nada definido com relação a esse assunto”. 

A Prefeitura de Hortolândia criou uma comissão especial. “Vários segmentos da sociedade civil e do poder público têm se reunido e continuarão se reunindo, organizando um planejamento, avaliando diariamente o cenário, garantindo a segurança da saúde de todos”, ressaltou a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Sandra Fagundes Freire. 

A Prefeitura de Sumaré disse que o assunto foi debatido em uma videoconferência com a participação de todos os secretários municipais de Educação da RMC. 

“Os secretários concordaram pela importância de toda a região seguir o mesmo cronograma de retorno às aulas e, na sequência, encaminharam manifesto para o prefeito Denis Andia (PV), que é o presidente do Conselho de Desenvolvimento da RMC, debater junto aos demais prefeitos. Ainda não há definição por parte dos prefeitos”, diz a nota. 

“Os 20 prefeitos da RMC tem debatido conjuntamente o assunto, levando em consideração dois aspectos fundamentais, que são a saúde coletiva e as ponderações advindas das Secretarias de Educação de cada um dos 20 municípios”, informou a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste. 

A Prefeitura de Nova Odessa não se pronunciou sobre o assunto. 

A diretora da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) em Americana, Zenaide Honório, questionou a possível decisão sem a participação dos professores e pais de alunos. “Vão voltar quando? Vão decidir só entre eles, sem a participação da comunidade? Sem ouvir o que a ciência e a saúde estão dizendo?”. 

Zenaide lembrou que o país ainda passa por uma pandemia. “O capital está falando mais alto, o mercado, em detrimento à vida. É muito preocupante essa volta às aulas presenciais”, disse. 

O sindicato fará uma live sobre a volta às aulas neste sábado, das 16h às 18h. “Faremos uma live em defesa da vida e contra o retorno das aulas presenciais, com especialistas da educação, médico sanitarista, enfermeira. É hora de se proteger. É muito preocupante, os pais estão preocupados, assim como nós, com a segurança de todos”. 

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This