Home Destaque Rony ressurge no Palmeiras com boa atuação e prêmio na Libertadores

Rony ressurge no Palmeiras com boa atuação e prêmio na Libertadores

O atacante foi peça fundamental na vitória sobre o Bolívar (BOL)
by Folhapress

Quando a escalação do Palmeiras foi anunciada com Rony entre os titulares, muitos torcedores reclamaram nas redes sociais, mas o atacante foi peça fundamental na histórica vitória sobre o Bolívar (BOL) na quarta-feira (17), por 2 a 1. 

Se não vinha bem e era a sexta opção no setor ofensivo antes do jogo, ele encontrou o cenário ideal para brilhar na altitude de La Paz, sendo, inclusive, premiado pela Conmebol como o melhor jogador no estádio Hernando Siles. 

No momento em que o camisa 11 conviveu com mais críticas, Vanderlei Luxemburgo afirmou que o atleta precisaria aprender a jogar contra equipes fechadas, já que seu desempenho crescia tendo espaço para usar a velocidade. 

A estratégia em La Paz, portanto, encaixou com essas características do ex-jogador do Athletico-PR, que vinha sendo reserva depois de a comissão técnica vê-lo nervoso. Dos últimos três jogos, havia entrado apenas no 2º tempo contra o Corinthians. 

Apostando em um posicionamento mais cauteloso, Luxa preparou o Palmeiras para usar bolas longas em La Paz e colocar Rony para correr. Foi assim que saiu o pênalti que abriu o placar, em uma jogada que o atacante estava praticamente sozinho dentro da área, em um contra-ataque. 

Mais solto, ele ainda participou da jogada do segundo gol e terminou com 17 passes certos e apenas um errado, três dribles certos, sem erros nesse quesito, e dois passes decisivos. 

Ainda sem marcar com a camisa alviverde, o único reforço para o ataque em 2020 não teve participações diretas em gols ao longo de 16 partidas pelo Paulista e pelo Brasileiro. Na Libertadores, porém, em três jogos, ele deu duas assistências, contra Tigre (ARG) e Guaraní-PAR, e agora sofreu o pênalti contra o Bolívar.  

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This