Home Cidades Saúde e participação popular: metas dos candidatos em Santa Bárbara

Saúde e participação popular: metas dos candidatos em Santa Bárbara

Foram dois dos temas mais abordados pelos candidatos à prefeitura; dois deles falaram em “continuidade”
by Leon Botão

Os quatro candidatos a prefeito de Santa Bárbara d’Oeste apresentaram suas principais propostas e prioridades para a cidade ao TODODIA. Entre os principais pontos abordados por eles estão a saúde, a participação popular e a continuidade do que vem sendo feito pelo prefeito Denis Andia (PV). 

Dois candidatos falaram em continuidade: Rafael Piovesan (PV), que é vice-prefeito da cidade, e Marcos Fontes (PSL), que reconheceu avanços na cidade nos últimos anos, e fala em “olhar para a frente” e enxugar a máquina pública. 

Fabiano Pinguim (Podemos) também citou a redução de cargos comissionados e, assim como Dr. José (PSD), defendeu a participação popular nas tomadas de decisão da prefeitura. 

A reportagem enviou as mesmas três perguntas aos candidatos e as respostas estão abaixo. Como havia limite de caracteres para cada resposta, algumas respostas foram editadas, sem prejuízo do sentido das propostas. 

Perguntas 

1) Descreva o que é prioridade na sua candidatura. 

2) Cite cinco principais ações que pretende adotar nos primeiros 100 dias de governo. 

3) Como você gostaria que seu eventual governo fosse lembrado? 

Dr. José (PSD) 

58 anos, médico. Desde 2012, é vereador 

1) Conheço bem a realidade da Saúde do município e sei que foi muito negligenciada, nos últimos anos. Então, é urgente priorizar a Saúde. Também queremos um governo com real participação popular. Não se faz nada sozinho. Investir no desenvolvimento econômico e geração de empregos também é essencial. 

2) Sistema integrado na Saúde, para agilizar os agendamentos de consultas; revisão de todos os contratos de serviços e de produtos com o município, de forma a reduzir os custos deles; criar Estrutura do Governo Participativo; Poupatempo empreendedor; criar Comitê de Crise Covid 19 (Pós-Crise). 

3) Como um governo humano, de verdade, que cuidou seriamente da saúde, educação e segurança, investiu no desenvolvimento econômico e apoiou as empresas na geração de empregos, realizou obras estruturais transformadoras e foi rigoroso na gestão dos recursos públicos, com transparência e muito respeito. 

Fabiano Pinguim (Podemos) 

37 anos, empresário. Foi vereador, presidente da Câmara e suplente de deputado 

1) Remodelar a gestão de saúde pública (ampliar leitos de UTI e construção de hospital público municipal). Geração de emprego e renda (campanhas de incentivo ao consumo no comércio local; implantar plano de retomada de economia). Governo participativo (projeto de mapeamento comunitário; dividir a cidade por regiões; implantaremos assembleias populares). 

2) Avaliar as condições dos Serviços de Saúde e impactos do novo coronavírus para elaborar o diagnóstico de demandas consequentes da pandemia. Abertura de diálogo com empresários e comerciantes, reduzir as despesas com pessoal, planejar a retomada das aulas para o ano letivo, com ênfase à proteção das crianças. 

3) Quero deixar um legado de um governo transparente e verdadeiro. Um governo que fez para as pessoas que mais precisam, que voltou os olhares e os serviços para os bairros, cuidou das regiões carentes, que fez Santa Bárbara crescer. O prefeito que reergueu a cidade, que conduziu Santa Bárbara para o caminho do desenvolvimento. 

Marcos Fontes (PSL) 

24 anos, radialista. Nunca ocupou cargo eletivo 

1) Santa Bárbara d’Oeste é um município com diversos avanços nos últimos anos e o nosso compromisso é de continuar olhando para frente, discutir e atuar pelas demandas de grande preocupação do barbarense. Saúde, educação, segurança pública, empregos e saneamento básico estão em nossa rota de trabalho. 

2) A dificuldade financeira é o mais agravante e precisamos combatê-la. Com o objetivo de “enxugarmos” os gastos públicos, praticaremos a revisão de valores dos contratos com fornecedores, gastos com aluguéis e daremos exemplo com a redução salarial do prefeito, do vice-prefeito e dos secretários municipais. 

3) Quero ser lembrado por ser um gestor próximo das pessoas, que teve uma atuação de conexão com todos os bairros do município. Prefeito que “botou a mão na massa”, fiscalizou a entrega do serviço público, praticou transparência em ações da prefeitura e deu exemplo cortando na carne e “enxugando” a máquina pública. 

Rafael Piovezan (PV) 

38 anos, pós-doutor em zoologia. Biólogo concursado, é o atual vice-prefeito 

1) Dar continuidade e avançar ainda mais no trabalho de transformação da cidade em todas as áreas, que se iniciou há oito anos junto com o prefeito Denis Andia. Nesse período, resgatamos a qualidade de vida e a autoestima do barbarense. Vamos seguir cuidando bem da cidade ouvindo as pessoas e as boas ideias. 

2) Se Deus permitir, nosso governo começa já no dia seguinte à eleição, ajudando o prefeito Denis. Foco total no trabalho e sem perder tempo com o que não interessa ao barbarense. Manter acelerados os projetos em andamento e já iniciar as novidades do nosso plano de governo. A cidade não pode parar. 

3) Como mais uma etapa bem cumprida no processo de transformação que o prefeito Denis Andia iniciou, entregando a cidade ainda melhor do que já é hoje – com altos níveis de saneamento básico, recursos hídricos, educação, saúde, segurança, desenvolvimento humano, qualidade de vida e autoestima elevada. 

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This