Home Cidades Sumaré é escolhida para receber projeto piloto “Libras na Cidade”

Sumaré é escolhida para receber projeto piloto “Libras na Cidade”

O objetivo do “Libras na Cidade” é ampliar a formação dos tradutores de libras e qualificação dos servidores públicos municipais para que possam atender à população de deficientes auditivos
by tododia
Libras na Cidade

O prefeito Luiz Dalben recebeu ontem, dia 5, a visita de Bernardo Goytacazes de Araújo, Robson Santos da Silva e Karin Lilian Strobel, representantes do Ministério da Educação (MEC), para o lançamento do “Libras na Cidade”, um projeto piloto do Governo Federal que será implantado em Sumaré. Os profissionais também aproveitaram a oportunidade para conhecer os projetos de acessibilidade educacional do Município, explicaram sobre os novos programas federais e também se prontificaram a dar encaminhamento às demandas apresentadas pelo prefeito.

O objetivo do “Libras na Cidade” é ampliar a formação dos tradutores de libras e qualificação dos servidores públicos municipais para que possam atender à população de deficientes auditivos com excelência, transformando Sumaré em um pólo de inclusão. O projeto inclui o treinamento, capacitação e material para os servidores e população em geral.

“Nosso objetivo é ajudar Sumaré a avançar e se desenvolver no âmbito da inclusão. O projeto visa o treinamento não apenas dentro da escola, pois conhecemos o trabalho desenvolvido pelos especialistas em Sumaré, mas queremos fornecer capacitação para os servidores de postos de saúde, demais funcionários de escolas, de bibliotecas, enfim, de todos os locais onde a pessoa surda possa frequentar e encontrar alguma dificuldade de comunicação. Será um projeto piloto desenvolvido em parceria com o Instituto Nacional do Ensino dos Surdos (INES), que pretendemos expandir para todo o país”, explicou Bernardo Goytacazes de Araújo, secretário de Modalidades Especializadas Educacionais do MEC.

Durante a visita ao Município, os representantes do MEC conheceram o trabalho desenvolvido no CIRASE (Centro Integrado de Recurso e Aprendizagem de Saúde Escolar), setor que oferece apoio para alunos da rede municipal que possuem necessidades especiais, com atendimentos de fonoaudiologia, terapia ocupacional e psicologia, e a Pestalozzi, parceira da Prefeitura.

Participaram do lançamento Bernardo Goytacazes de Araújo, Secretário de Modalidades Especializadas Educacionais do MEC, Robson Santos da Silva, assessor especial do Ministro da Educação, Karin Lilian Strobel, diretora de políticas públicas de ensino bilíngue de surdos, secretários de Educação, Mirela Medeiros, Saúde, Rubens Gatti, e Comunicação, José Vilalon, o procurador do Município, Valdemir Moreira dos Reis Júnior, e os vereadores Dirceu Dalben e Ulisses Gomes, além de colaboradores e representantes de entidades.

Sugestões

Deixe um comentário

Pin It on Pinterest

Share This