Home Opinião Tecnologia na Educação: conectada com o estudante

Tecnologia na Educação: conectada com o estudante

by tododia

O distanciamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus tem acelerado as inovações que estavam na pauta de todas as indústrias. Em particular na Educação trouxe grandes impactos ao ensino básico, onde grande parte das escolas não estavam preparadas, e compulsoriamente implementaram o ensino a distância, prática mais comum no ensino superior e treinamentos corporativos. Até o momento são desconhecidas as práticas de ensino que permanecerão em um mundo pós-pandemia, mas certamente não serão mais as mesmas, seja no ensino básico ou superior. Neste contexto, observa-se que a tecnologia tem um papel fundamental neste processo de transformação. 

Diversos estudos sobre novas tecnologias educacionais têm sido conduzidos no Brasil e no mundo. Recentemente a Confederação Nacional da Indústria (CNI) realizou um detalhado levantamento que aponta as tecnologias educacionais que serão usadas nas escolas até 2030. Segundo a CNBC a pandemia gerou a maior demanda por aprendizado remoto de todos os tempos, posicionando a Educação entre as indústrias de maior crescimento neste momento. Mesmo antes da parada, a tecnologia educacional estava crescendo rapidamente. Um mercado multibilionário de $107 bilhões em 2015, o setor deve triplicar seu valor até 2025 para $350 bilhões, à medida que mais pessoas procuram recursos de aprendizagem remota. 

A evolução tecnológica possibilitou não só mudanças diárias no cotidiano das pessoas e nas suas relações sociais, mas também delineiam novos espaços e fontes de aprendizagem no campo educacional. 

Entre as práticas de EaD, o e-learning é o modelo que mais tem se destacado. Por outro lado, as estratégias de ensino utilizadas pelas soluções de e-learning têm sido alvo de questionamentos, colocando em dúvida a efetividade do ensino proposto por esse tipo de plataforma, possuindo maior vocação para questões administrativas. 

A Inteligência Artificial na Educação (IAE) vem ganhando força cada vez mais com o objetivo de ampliar as capacidades do professor, permitindo que ele foque em suas atividades mais importantes. Entre as tendências apontadas pelo levantamento da CNI está a expansão do uso do Sistema Tutorial Inteligente (STI) para ensino personalizado, ambiente que oferece feedback ao aluno e ao professor ao identificar se o estudante aprendeu o que foi transmitido e suas emoções, por exemplo, se está feliz. Com isso, é possível trilhar a melhor estratégia pedagógica. 

 

Escrito por: Patryck de Oliveira | Consultor de pré-vendas da Ticco Software 

Sugestões

Deixe um comentário




Enter Captcha Here :

Pin It on Pinterest

Share This