PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Ponte é eliminada da Copa BR após gol anulado, polêmica e longa paralisação

Eliminação marcou a estreia do técnico Jorginho na sua volta à Macaca

A Ponte Preta está eliminada da Copa do Brasil. A equipe paulista deixou a competição na noite desta terça-feira (12) após ser derrotada por 1 a 0 pelo Aparecidense-GO, em Aparecida, em duelo que marcou a estreia do técnico Jorginho no comando alvinegro.

PUBLICIDADE

A eliminação contou com ares dramáticos no fim da partida e muita polêmica.

Depois de Uéderson abrir o placar a favor dos anfitriões ainda na etapa inicial, a Ponte Preta chegou a empatar a partida aos 44min do segundo tempo. O gol, porém, foi anulado.

PUBLICIDADE

O atacante Hugo Cabral, que havia entrado no intervalo, aproveitou rebote e mandou a bola para as redes, mas em posição de impedimento.

O gol, inicialmente, foi validado, e jogadores e comissão técnica do Aparecidense partiram para cima do árbitro, que solicitou o policiamento.

PUBLICIDADE

Depois de alguns minutos, o árbitro Léo Simão Holanda (CE) voltou atrás e cancelou o gol da Ponte Preta, agora gerando revolta dos jogadores do time paulista e precisando mais uma vez de policiamento.

O jogo ficou paralisado por 16 minutos até ser reiniciado.

Com a bola novamente rolando, a Ponte Preta -que precisava de um gol para evitar a eliminação- foi para cima do Aparecidense, mas não conseguiu empatar e ainda teve Arnaldo expulso.

Na próxima fase, o Aparecidense enfrentará o ganhador do duelo entre Bragantino-PA e ASA.

Em outro jogo desta terça, o Náutico se classificou com um empate por 1 a 1, fora de casa, diante do Imperatriz-MA.

A equipe pernambucana saiu na frente e levou a igualdade aos 48min do segundo tempo. O resultado, porém, foi suficiente para avançar à segunda fase.

Agora, o Náutico enfrentará o ganhador do duelo entre Sinop e Santa Cruz.

APARECIDENSE

Pedro Henrique, Rafael Cruz, Robson, Filipe e Rayro;  Lusmar (Wagner Silva), Tiago Ulisses e Moisés (Aleilson); Alex Henrique (Washington), Uéderson e Nonato. Técnico:  Edson Júnior

 

PONTE PRETA

Ivan; Arnaldo, Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan; Edson, Igor Henrique (Nathan, depois Luís Ricardo), Matheus Oliveira (Hugo Cabral), Gerson Magrão, Matheus Vargas e Thalles. Técnico: Jorginho.

Gols: Uederson aos 27

Árbitro: Léo Simão Holanda (CE); assistentes: Samuel Oliveira Costa (CE) e Eleutério Marques Júnior (CE).

Cartões amarelos: Nathan, Arnaldo, Gerson Magrão, Thalles; Nonato, Uederson, Rayro, Thiago Ulisses, Rafael Cruz e Washington.

Cartão vermelho: Arnaldo

Público : 1387

Renda: R$ 11.970,00

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This