PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Gramado sofre com maratona de jogos

Excesso de partidas no Décio Vitta tem provocado desgaste no campo do Rio Branco

O estádio Décio Vitta vem recebendo uma maratona de jogos, com cinco equipes do Rio Branco em atividade no campeonato paulista – Sub 11, Sub 13, Sub 15, Sub 17 e o profissional Sub 23 -, o que vem causando desgaste no gramado, algo que preocupa os dirigentes. E o campo será ainda mais exigido com o aluguel do estádio para o Atibaia, que mandará suas partidas em Americana na Copa Paulista e também nos estaduais da base. 

PUBLICIDADE

O supervisor de futebol do Tigre, Benedito Aparecido Fusco, o Xororó, concorda que o gramado do DV precisará de um cuidado especial nos próximos dias. “Essa época de inverno o gramado sofre muito, mas nossa irrigação está funcionando normalmente, estamos adubando, fazendo os cortes necessários, mas nesse período a grama é mesmo afetada. Estamos treinando aqui o mínimo possível”, contou. 

“Os cuidados estão sendo tomados, todos os equipamentos estão funcionando, estamos molhando o campo até duas vezes por dia. Vão começar os jogos do Atibaia, mas, está terminando nossa participação no Sub 15 e Sub 17, o que nos dará um tempo maior para preservar o campo”, disse. 

PUBLICIDADE

Xororó confirmou que há um excesso de jogos no local. “Antigamente, a Federação não exigia todos os laudos para os jogos da base, então, mandávamos no Unidos ou no Centro Cívico, mas, hoje, só o Décio Vitta está apto. Realmente, a quantidade de partidas aqui é bem maior do que deveria e isso prejudica a manutenção”, completou. 

O Décio Vitta recebe no próximo final de semana três partidas, nenhuma envolvendo o Rio Branco. Todas no domingo, dia 23. Pela manhã, às 9h e 10h, as equipes Sub 11 e Sub 13 do Atibaia entram em campo para enfrentar o Amparo, pelo Campeonato Paulista. À tarde, a partir das 15h, o mesmo Falcão faz sua estreia na Copa Paulista, recebendo o Noroeste de Bauru. 

PUBLICIDADE

SÚMULA 

Na súmula do jogo em que o Rio Branco foi derrotado pela Itapirense, por 2 a 1, o árbitro Leandro Carvalho da Silva relatou uma invasão do gerente de futebol Tiago Bernardi aos vestiários da arbitragem cobrando providências quanto ao comportamento dos adversários. 

A direção do Rio Branco avaliou como excessiva e provocativa a comemoração dos atletas e comissão técnica dos visitantes ao término do confronto. 

PUBLICIDADE

Pin It on Pinterest

Share This