Quinta, 20 Janeiro 2022

Americana confirma segundo caso de raiva em morcego

Americana confirma segundo caso de raiva em morcego

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Americana confirmou nesta terça-feira (21) um caso de morcego contaminado pelo vírus da raiva, no bairro Jar

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de Americana confirmou nesta terça-feira (21) um caso de morcego contaminado pelo vírus da raiva, no bairro Jardim Nossa Senhora do Carmo. Trata-se de um exemplar da família Molossidae, que se alimenta de insetos. O animal foi encontrado, por moradores, caído na área comum de um condomínio residencial do bairro. Ele foi recolhido ainda vivo por uma equipe do CCZ e encaminhado ao Instituto Pasteur, em São Paulo, para análise e diagnóstico. O envio de morcegos mortos faz parte de ações de rotina para o monitoramento da circulação viral.

Este é o segundo morcego encontrado contaminado no município este ano. O primeiro caso foi detectado no bairro Antônio Zanaga, no mês de junho. Antes desses dois, o último animal encontrado com a doença havia sido notificado em 2003.

Diante deste caso, o CCZ iniciará uma ação educativa na região do bairro Nossa Senhora do Carmo e imediações. Serão distribuídos materiais educativos nas residências, além de um levantamento da cobertura vacinal contra a raiva em cães e gatos residentes próximos ao endereço onde o animal foi localizado.

O CCZ esclarece que é fundamental que os proprietários de cães e gatos do Jardim Nossa Senhora do Carmo, além de bairros adjacentes, como Cariobinha, São Manoel e São Vito, mantenham seus animais com a vacinação em dia. Considera-se com a vacinação atualizada o animal que recebeu a vacina há menos de um ano. “Todo animal acima de três meses tem de tomar a vacina contra a raiva uma vez por ano; se ela estiver atrasada (a vacina), o proprietário deve procurar o CCZ, um posto de vacinação da campanha ou mesmo um veterinário particular”, explicou a médica veterinária e responsável técnica pelo setor, Aneli Marques Neves Conceição.

Outra recomendação importante é com relação aos morcegos. Segundo Aneli, é importante lembrar que esses animais possuem um papel importante na natureza e são animais silvestres protegidos por lei. Porém, caso um morcego adentre a residência ou mesmo quando for encontrado caído, vivo ou morto, o munícipe deve entrar em contato com o CCZ. Não se deve colocar a mão ou ter qualquer tipo de contato com o morcego, mas caso aconteça, o indivíduo deve lavar a região com água e sabão e procurar uma unidade de saúde para iniciar tratamento. “Sempre que encontrar um morcego caído, voando durante o dia, que é um comportamento fora do comum, ele deve ser isolado de alguma forma para ser recolhido”, orientou a veterinária.

Os proprietários de cães e gatos que estão com a vacina antirrábica atrasada podem procurar o CCZ, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, ou um posto de vacinação da campanha aos finais de semana, até o dia 30 de setembro (ver relação abaixo). Aos sábados e domingos, durante o período da campanha, a vacina também estará disponível no CCZ, das 9h às 16h. No próximo sábado (25), a equipe estará no CIEP do bairro Jaguari, das 9h às 17h e, no domingo, no Mercadão Municipal, das 9h às 13h.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 20 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/