Quinta, 19 Mai 2022

13º salário injeta R$ 531,9 milhões em Americana e Santa Bárbara a partir de hoje

AmericanaEconomia

13º salário injeta R$ 531,9 milhões em Americana e Santa Bárbara a partir de hoje

Cálculo  da Associação Comercial e Industrial de Campinas considera duas parcelas a serem pagas nesta terça e no dia 20 de dezembro 

Em Americana, segundo os dados da associação, o benefício vai incrementar R$ 289 milhões extras no bolso dos trabalhadores (Foto: Divulgação)

O pagamento do 13° salário, cuja primeira parcela deve ser paga pelos empregadores até esta terça-feira (30), deve injetar R$ 531,9 milhões na economia de Americana e Santa Bárbara d'Oeste. A constatação é da Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas), que realizou levantamento a pedido do TODODIA.

Em Americana, segundo os dados da associação, o benefício vai incrementar R$ 289 milhões extras no bolso dos trabalhadores, sendo R$ 114,5 milhões na primeira parcela a ser paga até hoje, e a outra metade na segunda parcela, até o dia 20 de dezembro. 

Já em Santa Bárbara d'Oeste, R$ 242,9 milhões serão injetados na economia local. São R$ 121,5 milhões a partir do pagamento de hoje e R$ 121,4, a partir da quitação, em 20 de dezembro.

O economista da Acic, Laerte Martins, lembra que nos meses de junho e julho deste ano, foram antecipados aos aposentados cerca de R$ 1,4 milhão em toda a região. No entanto, esse montante já está abatido dos cálculos que embasaram a previsão de recursos a serem injetados na economia a partir desta terça.

A funcionária pública Andreza Giacomassi, de Santa Bárbara d'Oeste, comenta que a alta da inflação e a queda do poder de compra fizeram com que ela repensasse os planos para o 13º salário, mas que pretende destinar parte do benefício na aquisição de presentes e produtos para si mesma.

"Estou deixando de comprar por compulsividade e comprando apenas o necessário. Sempre reservo um pouco do 13º, mas neste ano não vai dar. Os preços estão muito altos e não tenho aumento salarial por conta da pandemia há dois anos. Apesar disso, vou gastar com lembranças para familiares, além de cosméticos e perfumes para mim e o investimento em itens de mercado para as ceias e confraternizações", conta.

O representante comercial Wilian Bernardo, de Americana, afirma que o dinheiro extra está comprometido com uma viagem, que está adiando desde 2019, mas que deve gastar também com presentes para amigos e familiares. "Fim de ano é a época de amigo secreto ou de presentear alguém que foi importante para você ao longo do ano, então não tem como deixar passar e isso acaba sendo possível justamente por causa do 13º. A diferença é que esse ano eu vou procurar produtos mais em conta", explica.

REAQUECIMENTO
Para o presidente da Acia (Associação Comercial de Americana), Wagner Armbruster, os números são um reflexo da retoma da economia com o relaxamento gradual dos protocolos impostos peloa Covid-19, que permitirá um fim de ano diferente do visto em 2020.

"O Natal é, tradicionalmente, a data mais esperada pelo comércio. Este ano a expectativa está ainda maior devido à retomada da economia depois de tanto tempo de restrições. As pessoas estão voltando às atividades normais, o mercado reaquecendo e retomando a geração de empregos", comenta. "Apesar de fatores negativos, como a inflação alta e a diminuição do poder de compra da população, há muito desejo de consumo represado, e o 13º deve colaborar para que as pessoas tenham uma condição extra de realizar esse desejo", completa Armbruster.

O presidente da Acisb (Associação Comercial e Industrial de Santa Bárbara d'Oeste), Jão Batista Rodrigues, comemora a abertura de novos comércios, como as lojas de atacarejo que se instalaram na Zona Leste e os novos estabelecimentos comerciais do Centro, fazendo com que o comércio do município ganhasse novas opções de compras, atraindo consumidores de outras cidades da região. "A gente está com uma previsão bem otimista. Achamos que esse ano será melhor do que o ano passado. A cidade está em um bom momento econômico, gerando emprego e abrindo empresas. Além disso, estamos voltando à normalidade. A gente está com uma previsão bem otimista. Este ano será, com certeza, melhor do que o ano passado", diz.

Conforme o TODODIA mostrou neste domingo (28), neste ano o 13º deverá movimentar R$ 5,186 bilhões na RMC (Região Metropolitana de Campinas), cifra 5,2% acima do alcançado com vendas em 2020.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 19 Mai 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/