Quarta, 26 Janeiro 2022

Prefeitura notifica empresa e cobra retorno das linhas de ônibus em Americana

AmericanaGreve

Prefeitura notifica empresa e cobra retorno das linhas de ônibus em Americana

Cerca de 22 mil pessoas estão sem transporte público na cidade nesta quarta-feira (1°) 

A reportagem não conseguiu contato com a Sou Americana até esta publicação (Foto: Arquivo/ TodoDia Imagem)

A Prefeitura de Americana notificou na manhã desta quarta-feira (1°) a empresa Sou Americana, responsável pelo transporte coletivo urbano, horas depois do início da paralisação generalizada de motoristas que cobram o pagamento do 13° salário. Cerca de 22 mil pessoas estão sem transporte na cidade.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura, a administração "notificou a empresa para que se explique sobre o ocorrido e garanta o retorno do serviço o mais breve possível".

A assessoria também informou que prefeitura e empresa estão em conversas no momento a fim de restabelecer o serviço público na cidade. Não há previsão para o retorno das linhas.

Motoristas da Sou Americana deflagraram uma greve geral desde as 5h desta quarta-feira (1°) e paralisaram 100% das linhas do transporte coletivo urbano, conforme informou o Sindicato dos Motoristas Rodoviários de Americana e Região.

O diretor da Unidade de Transportes da Prefeitura, Pedro Peol, informou ao TODODIA nas primeiras horas da manhã que se reuniria com o departamento jurídico da administração para avaliar as medidas que podem ser tomadas a fim de restabelecer o atendimento à população. Segundo Peol, a empresa alegou problema no aplicativo do banco por não pagar a primeira parcela do 13° em dia – o prazo limite se encerrou na terça-feira (30).

"A empresa alegou problema no aplicativo do Bradesco e essa greve não poderia ter sido feita sem aviso prévio, pegando a todos de surpresa. A empresa alega que hoje cai o dinheiro na conta dos funcionários. A empresa tem nos passado que entre 20 e 22 mil pessoas no horário de pico são atendidas pelo transporte urbano", disse.

Além do pagamento do 13°, os funcionários solicitam a quitação do adiantamento de salário e reclamam que a empresa Sou Americana planeja transferir o registro dos colaboradores para o nome de outra empresa. Ainda, não pretende pagar os 40% de multa rescisória contratual e propõe parcelar o acordo dos funcionários.

"A gente tomou conhecimento ontem através dos trabalhadores que a empresa estava chamando eles para que assinassem um termo e abrir mão de direitos trabalhistas como os 40% (multa rescisória contratual) e demais direitos para serem registrados em uma terceirizada e ser pago o restante das verbas em seis meses, sendo que quem ganhou a licitação do transporte foi a Sou. Sem nenhuma explicação, sem chamar a entidade sindical. E qual é o beneficio e garantia que terá de permanência de trabalho à toda categoria, por que dessa mudança na calada da noite?", questionou o presidente do sindicato, Claudemir Alves da Cruz.

Cruz afirmou que a decisão da greve ocorreu após votação em assembleia na madrugada de hoje. "Nesta madrugada fomos surpreendidos do não pagamento do 13° dos trabalhadores, fizemos assembleia, colocamos em votação,e enquanto a empresa não fizer o pagamento e marcar uma reunião com o sindicato para nos explicar o por que da mudança, deixamos claro para empresa que não vamos abrir mão, a empresa está 100% parada", disse.
Cerca de 50 ônibus do transporte coletivo estão parados na garagem da empresa.

No inicio da madrugada, as linhas do transporte escolar chegaram a aderir à paralisação, porém, esse transporte foi restabelecido, por volta das 6h30.

Não sofreram prejuízos, as linhas do transporte para a APAE e o transporte para pessoas com deficiência, segundo o sindicato.

A reportagem não conseguiu contato com a Sou Americana até esta publicação.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 26 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/