Quarta, 27 Outubro 2021

Apenas Americana não elegeu candidatos autodeclarados pretos

Apenas Americana não elegeu candidatos autodeclarados pretos

Americana foi a única cidade da região a não eleger ao menos uma pessoa autodeclarada preta para ocupar uma das 19 cadeiras da Câmara. Na região, dos

Americana foi a única cidade da região a não eleger ao menos uma pessoa autodeclarada preta para ocupar uma das 19 cadeiras da Câmara. Na região, dos 87 vereadores eleitos, seis declararam à Justiça Eleitoral serem pretos e 11 pardos, sendo dois em Americana. A cidade é, inclusive, a única da região a não celebrar o Dia da Consciência Negra como feriado municipal hoje, 20 de novembro.

Na legislatura atual, Americana conta com apenas um vereador declarado preto, Odair Dias (Pros). Ele não concorreu à reeleição esse ano. Para o ano que vem, a Câmara americanense contará com duas pessoas que se declararam pardas: Juninho Dias (MDB), reeleito, e Leonora do Postinho (PDT), que também já foi vereadora.

Para a presidente da Unegro (União dos Negros por Igualdade), Cláudia Monteiro, não só em Americana, mas em toda a região, a representatividade dos pretos na política é muito pequena.

"Americana sempre apresentou perfil conservador, quase não elege mulheres e homens negros, a maioria são homens brancos e de classe média. Atribuo isso à falta de reconhecimento da cidade em relação à contribuição do negro na história, e aí temos dificuldades em implantar políticas públicas. Isso reflete na escola, as crianças não se veem representadas. Toda a sociedade americanense perde com esse silenciar", afirmou.

Em Americana, desde 2017, após mudança aprovada pela atual Câmara sob pressão dos comércios, o feriado do Dia da Consciência Negra foi transferido do dia 20 de novembro - data em que o movimento relembra a morte de Zumbi dos Palmares - para o terceiro domingo do mês, que neste ano caiu no dia 15.


REGIÃO

Dos seis vereadores que se declararam pretos, dois estão em Santa Bárbara d'Oeste, um em Nova Odessa, um em Hortolândia e dois em Sumaré. O TODODIA conversou com os dois novatos: Julio Cesar Santos Silva, o Kifu (PL), de Santa Bárbara, e Oseias Jorge (DEM), de Nova Odessa.

Candidato de primeira viagem, Kifu tem 36 anos e passagem pela Câmara como assessor parlamentar. Ele citou a importância de políticas públicas para combater o racismo e disse que essa será uma de suas pautas.

"A gente sabe que existe o preconceito e o racismo, ao mesmo tempo que vai se tornando comum, vai aumentando os casos, vamos vendo situações absurdas. Acredito que um negro como eu, e a vereadora Esther Moraes (PL) também, que defende essa bandeira, vamos trabalhar esse assunto e vamos ter uma visão diferente das coisas, com certeza. Vai ampliar o debate sim, essa diversidade é excelente, representa a sociedade", afirmou.

Kifu citou que já tem aproximação com o movimento negro da cidade e está disposto a apoiar projetos sociais nesse âmbito. "Uma linha que eu quero seguir é poder ir para as escolas, trabalhar com projeto social. A gente aqui se torna um espelho, a criança vê um vereador negro, se torna uma referência legal, como vê atletas, artistas", disse Kifu.

Eleito em sua segunda tentativa, Oseias Jorge tem 45 anos e trabalha como representante de vendas. Ele é sobrinho do ex-vereador Áureo Nascimento Leite, que acumulou oito mandatos na Câmara de Nova Odessa e foi o parlamentar preto a ser eleito mais vezes na cidade.

"A gente tem projetos para essa área da Consciência Negra, e vamos procurar o movimento negro da cidade para sermos um braço de apoio para eles. Eu gostaria que tivesse mais negros eleitos sim, porque seria melhor para trabalhar essas pautas", disse o vereador eleito.


Unegro promove ato hoje

A Unegro (União dos Negros pela Igualdade) de Americana realiza hoje, 20 de novembro, Dia da Consciência Negra, um ato contra o racismo e de protesto contra a mudança de data do feriado municipal, ocorrida em 2017 com aprovação da Câmara. A concentração será na Praça Comendador Müller, às 17h. Mais tarde, às 19h, o grupo realiza a 6ª Mostra Cultural Afrobrasileira on-line pelas redes sociais.

De acordo com a presidente da Unegro de Americana, Cláudia Monteiro, o grupo sairá em caminhada pelo calçadão até a Praça Basílio Rangel. Haverá apresentação e cortejo do grupo de maracatu Baque Muler e de outros coletivos que representam a cultura afrobrasileira na cidade.

“O feriado do 20 de novembro joga luz a uma problemática racial que precisa ser debatida na contemporaneidade, sobretudo na cidade de Americana. É uma data que é feriado na maioria das cidades. Vamos chamar a atenção para essas pautas”, explicou Cláudia.

A presidente destacou, no entanto, que a pauta não é somente a alteração da data do feriado, transferido em Americana para o terceiro domingo de novembro.

“É muito simplista falar que é só um feriado. É um dia de luta, é uma forma de evidenciar as outras pautas. Um dia de visibilidade, porque no fim queremos políticas públicas na educação, na saúde, no social”, afirmou.

A orientação para os participantes do ato é que utilizem máscara de proteção facial e busquem manter o distanciamento entre si.

Outra ação de hoje será a 6ª Mostra Cultural Afrobrasileira Vidas Negras Importam, que ocorre de forma on-line com transmissão no canal do YouTube da Unegro Americana. A atividade contará com diversas manifestações culturais sobre o tema. A transmissão começa às 19h.

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 27 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/