Sábado, 16 Outubro 2021

Campinas abre comércio só no dia 8

Campinas abre comércio só no dia 8

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), anunciou por meio de live, na manhã de ontem (30), o adiamento, até dia 8 de junho, da retomada das ati

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), anunciou por meio de live, na manhã de ontem (30), o adiamento, até dia 8 de junho, da retomada das atividades que estava prevista para segunda-feira (01). Segundo ele, é preciso mais tempo para adequação da estrutura hospitalar, já que está havendo demanda regional por mais leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). 

Jonas disse esperar recursos do governo paulista para instalar pelo menos mais 20 leitos em hospitais públicos mantidos pelo município. Campinas havia incluído restaurantes, igrejas e templos religiosos dentre os setores permitidos, a partir desta segunda-feira. 

A previsão é que até sexta-feira seja publicado decreto com as regras que passarão a valer a partir do dia seguinte à publicação. 

Americana, Santa Bárbara d'Oeste, Nova Odessa, Sumaré e Hortolândia, vão seguir a orientação do governo do Estado para a retomada gradual das atividades a partir desta segunda-feira. 


RUAS CHEIAS 

Quem circulou pela região central de Americana na manhã deste sábado ficou impressionado com aos veículos tomando as vagas de estacionamento na rua. A população, ansiosa, se antecipou à retomada gradativa do comércio, anunciada para esta segunda, dia 1º. As prefeituras publicaram edições especiais de seus respectivos diários oficiais, relacionando as regras básicas para a reabertura responsável das atividades. 

Lojas de rua, shopping centers, escritórios, atividades imobiliárias e concessionarias voltam a funcionar, com horários especiais e controle rigoroso do acesso de consumidores. As precauções básicas são mantidas: uso de máscaras, distanciamento entre clientes e consumidores, disponibilização de álcool em gel higienização do estabelecimento, horário limitado. 

Ainda não é permitido - nas cidades de Americana Santa Bárbara d'Oeste, Nova Odessa, Sumaré e Hortolândia - o funcionamento de outros estabelecimentos que provocam aglomerações, como bares, restaurantes e salões de beleza. 

Quando anunciou a flexibilização da quarenta, o governo paulista estabeleceu cinco fases específicas de retomada da economia, criando normas setoriais específicas para manter o isolamento mínimo que, supostamente, pode conter a propagação do coronavírus. Os índices de contaminação seguem em curva ascendente, e a Covid-19 segue matando mais de mil brasileiros a cada dia. 


FISCALIZAÇÃO 

Cabe às equipes municipais a fiscalização do comprimento das regras decretadas. Mas a missão não é das mais fáceis. Ao longo da semana, já era difícil encontrar uma vaga para estacionar em ruas como a Washington Luiz e a 30 de Julho, no horário comercial. Mesmo porque a prefeitura decidiu postergar a cobrança pelo estacionamento rotativo. Pelos bairros, há botecos de portas abertas e salões de beleza funcionando. 

O fato é que a população, por conta, foi abrandando a quarentena e retomando atividades cotidianas, tanto que os índices regionais de adoção ao isolamento - oficialmente averiguados pelo governo paulista - eram cada dia mais baixos. 

 

Comentários:

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 16 Outubro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://tododia.com.br/